Clima prejudica colheita das frutas no Vale do Caí/RS

Agronegócio

Clima prejudica colheita das frutas no Vale do Caí/RS

A ocorrência de chuvas frequentes e a alta umidade da última semana prejudicaram a colheita das frutas, causando queda, principalmente da bergamota variedade Ponkan, que se encontra totalmente madura
Por: -Janice
316 acessos

Segundo o relatório da Emater/RS-Ascar, no Vale do Caí, a ocorrência de chuvas frequentes e a alta umidade da última semana prejudicaram a colheita das frutas, causando queda, principalmente da bergamota variedade Ponkan, que se encontra totalmente madura. Dentre as bergamotas, já se encaminha para o final a colheita da variedade Caí. A variedade Pareci está com 25% das frutas já colhidas. Entre as laranjas está finalizada a colheita das variedades Céu Precoce e Umbigo Bahia. Estão em colheita as variedades Céu Tardia. Neste último período, iniciou a colheita da variedade Valência, fruta cítrica com maior área de cultivo no Rio Grande do Sul, cujo percentual já colhido chegou aos 10%. Também tem continuidade a colheita da lima ácida Tahit, conhecido como limãozinho da caipirinha.

Praticamente todas as variedades de citros da Serra Gaúcha, até as mais tardias já demonstram intensa coloração amarelo/laranjada, embora faltando nessas, um apuramento no balanço de ácidos e açúcares. O mercado continua pressionado pela oferta, mantendo ou até reduzindo ainda mais as cotações. Os valores médios nesta região foram de R$ 0,45/kg da laranja variedade Bahia, de R$ 0,35/kg para a bergamota variedade Ponkan, de R$ 0,45 para a bergamota Caí e de R$ 0,35 para o limão Tahiti. As informações são da assessoria de imprensa da Emater/RS.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink