CMN autoriza EGF e LEC para suinocultura
CI
Agronegócio

CMN autoriza EGF e LEC para suinocultura

As operações poderão ser contratadas até o final de dezembro deste ano
Por:

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou nesta quarta-feira (30-05), a pedido do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), voto autorizando as operações de Empréstimo do Governo Federal (EGF) e Linha Especial de Crédito (LEC) para avicultura e suinocultura em regime integrado. A medida também permite o financiamento para o milho destinado ao consumo de aves e suínos em regime de parceria. O CMN autorizou ainda uma linha de crédito de custeio pecuário para retenção de matrizes suínas.

A decisão do CMN beneficiará a suinocultura, especialmente dos estados de Santa Catarina e Paraná, avalia o coordenador-geral para Pecuária e Culturas Permanentes da Secretaria de Política Agrícola, João Antônio Fagundes Salomão. Segundo ele, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estima que haja um excedente de 60 mil toneladas de suínos no mercado. “Precisávamos enxugá-lo, o que será possível com essas medidas”.

As operações poderão ser contratadas até o final de dezembro. O EGF e a LEC de suínos poderão ser feitos pelas indústrias e produtores, que darão a carcaça em garantia para receber os recursos, com taxa de 8,75% ao ano. As operações para retenção de matrizes só podem ser realizadas por produtores, com limite de crédito de R$ 100 mil por tomador, juro de 8,7% e dois anos de prazo.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink