CNA recebe missão européia
CI
Agronegócio

CNA recebe missão européia

Delegação visitou a sede da entidade, em Brasília, para conhecer o agronegócio brasileiro
Por:
Delegação visitou a sede da entidade, em Brasília, para conhecer o agronegócio brasileiro
Uma missão formada por representantes da Comissão Européia (CE) visitou ontem (1-12) à noite a sede da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em Brasília. O grupo está no Brasil desde o início da semana para coletar informações sobre o agronegócio brasileiro e conhecer as instituições públicas e privadas que defendem os interesses do setor. Além da capital federal, a delegação, liderada pelo diretor-geral para Agricultura e Desenvolvimento Rural da CE, Lionel Mesnildrey, esteve em São Paulo, para encontros com representantes de entidades ligadas ao segmento rural e visitas a propriedades rurais.

Um dos temas abordados no encontro foi o novo Código Florestal, que deve ser votado na próxima semana no plenário do Senado. O presidente do Instituto CNA, Moisés Gomes, relatou os principais pontos em discussão sobre a proposta no Congresso Nacional e enfatizou o compromisso do setor agropecuário com o meio ambiente, que faz com que o Brasil tenha 61% do seu território preservada com florestas e vegetação nativa, produzindo alimentos em 236 milhões de hectares, o equivalente a apenas 27,7% do País. Segundo ele, com uma legislação ambiental atualizada, os produtores rurais querem apenas manter a atual área utilizada por eles para a atividade rural.

Gomes destacou também que, conciliando a produção de comida com a responsabilidade ambiental, o agronegócio brasileiro responde hoje por 22,4% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional, 37% dos empregos gerados no País e 38% das exportações. Os representantes da Comissão Européia também conheceram os produtos agropecuários que mais se destacam na pauta de exportações da balança comercial brasileira e os principais destinos. O presidente do Instituto CNA apresentou, ainda, dados que mostram a redução do desmatamento no Brasil nos últimos anos e o índice de preservação dos biomas brasileiros. Citou como exemplo o percentual de conservação da Amazônia, que é de 82,44%.

“Foi um encontro importante para que eles pudessem obter dados concretos sobre o agronegócio brasileiro e para esclarecer algumas informações equivocadas relativas ao produtor rural brasileiro, uma vez que a Europa é um dos nossos principais parceiros comerciais”, disse a assessora técnica de Relações Internacionais da CNA, Camila Sande. Também participaram do encontro o presidente da Comissão nacional de Pecuária de Leite da CNA, Rodrigo Alvim, a superintendente técnica da CNA, Rosemeire Santos, e oito representantes da Comissão Européia, acompanhados pelo gerente executivo da Brazilian Business Affairs (BBA), Rui Cunha, e pela assessora da Agência Brasileira de Promoção das Exportações e Investimentos (Apex).

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.