CNA vai lutar na OMC contra protecionismos na área de lácteos

Agronegócio

CNA vai lutar na OMC contra protecionismos na área de lácteos

Países que formam a Aliança Láctea Global decidiram esta semana que vão intensificar ações contra o protecionismo
Por:
1 acessos
Brasil, Argentina, Uruguai, Chile, Austrália e Nova Zelândia, países que formam a Aliança Láctea Global (ALG), decidiram esta semana que vão intensificar ações contra o protecionismo no mercado internacional de laticínios. O objetivo é lutar, na Rodada Doha da Organização Mundial do Comércio (OMC), por melhoria no acesso a mercados, eliminação de subsídios à exportação e redução de subsídios à produção em países desenvolvidos.


" A ação nesses três pilares é importante, porque somos extremamente competitivos em uma situação em que o mercado não apresente distorções, o que não ocorre atualmente " , explica o presidente da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNPL/CNA), Rodrigo Alvim.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink