COCENPP realiza primeira venda direta de café para torrefadora americana
CI
Agronegócio

COCENPP realiza primeira venda direta de café para torrefadora americana

Os lotes foram produzidos por agricultores do Norte Pioneiro do Paraná na modadidade fair trade, que busca o estabelecimento de preços justos, além de padrões sociais e ambientais equilibrados nas cadeias produtivas
Por:
Os lotes foram produzidos por agricultores do Norte Pioneiro do Paraná na modadidade fair trade, que busca o estabelecimento de preços justos, além de padrões sociais e ambientais equilibrados nas cadeias produtivas

A Cooperativa dos Produtores de Cafés Certificados e Especiais do Norte Pioneiro do Paraná (COCENPP) realizou, na última segunda-feira (23), a venda direta de 320 sacas de café produzidas no modelos fair trade por agricultores de Ribeirão Claro e Abatiá, no Norte Pioniero do Paraná. O contêiner saiu do Porto de Santos com destino aos Estados Unidos. O lote foi adquirido pela Café Bourbon, de Minas Gerais, e exportado para a torrefadora nova iorquina Green Malten. O produto foi comercializado pela primeira vez pela COCENPP, criada com a com a intenção de certificar os cafés dos agricultores da região para abrir novos mercados.


Odemir Capello, consultor do Sebrae/PR em Jacarezinho e gestor do Programa de Cafés Especiais, comenta que a expectativa é aumentar a produção de café no sistema fair trade para realizar novas exportações do produto brasileiro. “Além disso, pretendemos visitar feiras especializadas nos Estados Unidos para divulgar nosso café e nossas condições de trabalho visando abrir novas oportunidades de negócios”, diz.

Luiz Fernando de Andrade Leite, presidente da COCENPP, relata que a a transação é um marco muito importante para os produtores do Norte Pioneiro, pois, até o momento, essa é a primeira cooperativa que conseguiu realizar uma negociação direta, sem intermiedários. “Atuamos como um elo entre o produtor e o exportador. A venda para o mercado externo agrega valor para o agricultor, aumenta sua autoestima e traz riqueza e desenvolvimento para a região. O fato serve como exemplo e incentiva novos produtores a aderirem ao fair trade”, declarou.



Fair Trade

O fair trade, conhecido também no Brasil como “comércio justo”, é uma modalidade que busca o estabelecimento de preços justos, bem como de padrões sociais e ambientais equilibrados nas cadeias produtivas. O movimento confere atenção especial às exportações de artigos de artesanato e produtos agrícolas, principalmente.

Uma obrigatoriedade da certificação fair trade é a organização formal. Com o apoio do Sebrae/PR, a COCENPP organizou oito núcleos em diferentes cidades do norte pioneiro do Paraná e a ideia é implantar outros sete até 2013. Em cada um desses núcleos, os cafeicultores são atendidos por um consultor que faz orientações a respeito da melhoria na gestão das propriedades e do aumento do valor agregado ao produto, a partir da transferência de tecnologia e do investimento em segurança alimentar.


Odemir Capello explica que os núcleos de Abatiá e Ribeirão Claro foram certificados em dezembro do ano passado. Para ele, a certificação é uma tendência do mercado. “Num futuro próximo a certificação será obrigatória, pois os consumidores têm direito de saber a procedência dos produtos e de que forma foram produzidos.”

Luiz Fernando de Andrade Leite afirma que o trabalho desenvolvido pelo Sebrae/PR é fundamental. “As orientaçãoes no núcleos contribuem para que os produtores do Norte Pioneiro do Paraná se conscientizem e ingressem na modalidade do fair trade”, destaca.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.