Colheita da soja passou dos 90% de área
CI
Imagem: Pixabay
ESTIMATIVA

Colheita da soja passou dos 90% de área

Nesse contexto, a consultoria revisou sua estimativa de produção para 108,15 milhões de toneladas
Por: -Leonardo Gottems

Dados divulgados pela AgResource Brasil indicou que a colheita da soja no País avançou na última semana para 92,05% da área semeada no país, ante 88,24% na semana anterior, voltando a ficar acima da colheita da safra passada quando 91,8% da área estava colhida. “O avanço mais rápido se deu pela boa condição de colheita no Rio Grande do Sul, onde a diferença que era de 18 pontos percentuais foi reduzida para 12 pontos”, comenta.

Nesse contexto, a consultoria revisou sua estimativa de produção para 108,15 milhões de toneladas. “As principais diferenças em relação aos números da CONAB estão no Sul, para o milho primeira safra, e no Centro-Oeste, para o milho segunda safra. Estados como Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, por exemplo, consolidaram áreas menores. Além disso, devido à seca das últimas semanas e a projeção ruim de clima observamos com cautela a produtividade no Centro-Oeste brasileiro.”, afirma o analista João Pedro Thieme.

“Há uma possibilidade de vermos quedas ainda maiores no número final do milho safrinha, diante dos vários problemas já observados em localidades destes estados citados, haja visto que a cultura se encontra em sua maioria migrando das fases vegetativas, para as etapas de floração. Problemas como geadas, granizo e ausência de chuvas por períodos estendidos podem diminuir o rendimento final do milho e certamente pressionarão os números finais.”, afirma Raphael Mandarino, diretor da AgResource Brasil.

O indicador CEPEA trabalha abaixo dos preços de Chicago, justamente por uma falsa impressão do milho safrinha estar perfeito, com números de estimativas ainda acima do que deve ser concretizado como realidade. “Quando calculado com os demais componentes, trabalhamos com vantagem ao milho americano, o que pode estimular a demanda por aqui nas próximas semanas/meses. Com o reestimulo cambial e a perda de produção se confirmando, a AgResource Brasil mantém uma visão otimista para os preços” completam os analistas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.