Agronegócio

Colheita de tomate está 65% maior no Ceará

Neste ano, foram colhidas 23 toneladas, oito a mais do que em 2005
Por: -Redação
1 acessos

Pelo segundo ano consecutivo, produtores de tomate do Município de Iguatu conseguiram obter uma safra 65% maior em relação a colheita do ano passado. Também conseguiram comercializar o produto para Fortaleza, por meio da Central de Abastecimento do Ceará (Ceasa), e para o mercado da região Centro-Sul. Neste ano, foram colhidas 23 toneladas, oito a mais do que em 2005.

A experiência de plantio de tomate em larga escala com o uso de novas tecnologias foi implantada no ano passado, sob a orientação do programa Caminhos de Israel, por meio da Ematerce (Agropólo Centro-Sul) em parceria com a Secretaria de Agricultura do Município de Iguatu e o Programa Agente Rural.

Uma outra novidade foi o aproveitamento de áreas de várzeas do Açude Orós, onde há o costume de se fazer o cultivo de arroz. “Foi uma experiência que deu certo no ano passado e resolvemos repetir agora”, disse o agente master, Vital Medrado. A troca das culturas ocorreu na expectativa de obtenção de melhor renda.

Em 2006, o cultivo de tomate reuniu nove produtores, mas neste ano, esse número dobrou. A safra também foi maior, embora tenha ocorrido uma perda em torno de 30% por causa de uma chuva de 120mm na época da colheita. “Essa chuva foi inesperada e nos trouxe prejuízo”, disse o produtor, Pedro Gomes. “No próximo ano, vamos continuar com o projeto”.

Apesar dos prejuízos, cada produtor obteve uma renda média de R$ 3 mil para um período de três meses de trabalho, que corresponde ao ciclo de produção da cultura. O grupo de produtores também recebeu apoio de crédito para o custeio do tomateiro através de recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), modalidade C. Cada operação de crédito teve um valor médio de R$ 4 mil.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink