Colheita e comercialização da mandioca seguem aquecidas

Mandioca

Colheita e comercialização da mandioca seguem aquecidas

Colheita e a comercialização de mandioca continuaram aquecidas
Por:
115 acessos

A colheita e a comercialização de mandioca continuaram aquecidas, devido à necessidade de capitalização e/ou de liberação de áreas arrendadas por produtores consultados pelo Cepea que dispõem de lavouras de dois ciclos ou mais. Esse cenário, aliado à ausência de chuvas, impulsionou a oferta no período.

Mas, a diminuição da moagem em parte da indústria, com algumas até interrompendo o processamento, enfraqueceu a demanda industrial. Assim, de 25 a 29 de março, o preço médio nominal a prazo para a tonelada de mandioca posta fecularia foi de R$ 317,83 (R$ 0,5527 por grama de amido na balança hidrostática de 5 kg), baixa de 4,4% ante o do período anterior. Em termos nominais, a média mensal recuou 9,4% em março, ficando em R$ 337,17 por tonelada (R$ 0,5864 por grama de amido).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink