Colíder vai sediar seminário sobre Cadeia Produtiva do Leite

Agronegócio

Colíder vai sediar seminário sobre Cadeia Produtiva do Leite

Por:
5 acessos

Nos dias 03 e 04 de março, estará sendo realizado em Colíder, através da Seder (Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural)e Empaer, um seminário sobre a Cadeia Produtiva do Leite. O município, juntamente com Rondonópolis, se destaca na produção de leite do Estado, de acordo com a Embrapa.

O seminário será realizado na Agrocol (Associação dos Agricultores de Colíder)e deverá reunir pecuaristas de toda a região. De acordo com o prefeito Celso Banazeski, serão realizadas diversas palestras, com representantes da empresa Batavo, de professores da universidade de Viçosa (MG)e da cadeia de laticínios de Santa Catarina. "Queremos capacitar os nossos produtores para aumentar a produção e a qualidade do leite de Colíder, aumentando também o número de empregos e a renda das pessoas que trabalham nesse setor", afirmou o prefeito.

O leite está entre os seis produtos mais importantes da agropecuária brasileira, ficando à frente de produtos tradicionais como café beneficiado e arroz. O Agronegócio do Leite e seus derivados desempenham um papel relevante no suprimento de alimentos e na geração de emprego e renda para a população.

De acordo com a Embrapa, o Brasil é o sexto maior produtor de leite do mundo e cresce a uma taxa anual de 4%, superior à de todos os países que ocupam os primeiros lugares. Respondemos por 66% do volume total de leite produzido nos países que compõem o Mercosul. Pelo faturamento de alguns produtos da indústria brasileira de alimentos na última década, pode-se avaliar a importância relativa do produto lácteo no contexto do agronegócio nacional, registrando 248% de aumento contra 78% de todos os segmentos.

O agronegócio do leite ocupa posição de destaque na economia brasileira, sendo grandes as expectativas, nesta década, de continuar o crescimento da produção e da produtividade, com índices maiores do que aqueles que têm sido alcançados em anos recentes. Para isso, a iniciativa privada e o governo precisam unir esforços para impulsionar as vendas externas de leite e derivados, criando um programa de incentivo às exportações, incluir o leite na Política de Garantia de Preços Mínimos, possibilitando a implementação de mecanismos de comercialização de produtos lácteos, criar um fundo para a promoção do consumo de leite e derivados no mercado doméstico, e incentivar o uso de leite nacional na merenda escolar, estimulando as compras nos estados e municípios.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink