Com auxílio de pivôs, Mato Grosso semeia 112,4 mil hectares de soja

Agronegócio

Com auxílio de pivôs, Mato Grosso semeia 112,4 mil hectares de soja

Mato Grosso semeou 112,4 mil hectares de soja na primeira semana de plantio do ciclo 2016/2017.
Por:
1140 acessos

Mato Grosso semeou 112,4 mil hectares de soja na primeira semana de plantio do ciclo 2016/2017. A extensão equivale a 1,2% dos 9,368 milhões de hectares destinados à cultura. Grande parte das áreas que já receberam as sementes pertencem a produtores que utilizam pivôs.

Todas as regiões do Estado iniciaram o plantio da soja, segundo levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). O Oeste mato-grossense é o mais avançado com 2,15% de 1,111 milhão de hectares plantados. Já o Médio-Norte, principal região produtiva, 1,79% de 3,160 milhões de hectares.

Leia mais:
Sem semente de soja para replantio, Aprosoja diz que cautela é necessária em Mato Grosso

O Imea revela ainda 1,1% de 1,960 milhão de hectares no Sudeste mato-grossenses plantados e 1,06% de 697,8 mil hectares no Centro-Sul. Na região Nordeste do Estado foram 0,05% de 1,557 milhão de hectares. Já o Noroeste e Norte 0,30% e 0,10%, respectivamente, na primeira semana de plantio.

“Observa-se que grande parte das áreas semeadas pertencem a produtores, que utilizam pivôs, e também nas áreas convencionais sem irrigação localizadas nas regiões que já possuem índices pluviométricos ideais”, pontua o Imea.

O Instituto observa que ao se comparar com os trabalho na época em 2015 para a safra 2015/2016 há um avanço de 0,65%. As condições climáticas atuais são os principais fatores uma vez que às chuvas nesta época não chegaram ao campo no ano passado.

"Os produtores devem intensificar a semeadura nas próximas semanas visando garantir uma boa janela para as culturas de segunda safra, com as atenções voltadas para as previsões climáticas, a fim de evitarem os problemas ocorridos no início da safra 15/16", estima o Imea.

Ainda de acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária, os índices pluviométricos registrados nas principais regiões produtoras de soja do Estado vem contribuindo para o andamento dos trabalho.

"A médio-norte, principal região produtora, já apresenta uma previsão de pluviosidade em set/16 superior ante o mesmo período do ano passado e a média dos últimos cinco anos. De maneira oposta, as regiões sudeste e nordeste devem encerrar set/16 com uma pluviosidade inferior ao mesmo período de 2015, sendo que, para a sudeste, espera-se que o mês de out/16 “recupere” a pluviosidade perdida, já para a nordeste, espera-se um novo déficit ante out/15. A situação pluviométrica no oeste e no norte do Estado apresenta significativa melhora se comparada a set/15, quando não se registrou precipitação, prejudicando as localidades. As estimativas para out/16 indicam uma boa perspectiva de chuva, mesmo assim os produtores até o momento seguem cautelosos devido aos problemas apresentados no ano passado”, destaca o Imea.

Até o momento Mato Grosso já comercializou 27,4% das 29,898 milhões de toneladas esperadas para o ciclo 2016/2017. O volume é inferior ao comercializado em setembro do ano passado, quando 40,1% da produção estava travada.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink