Com início da safra da cana, postos começam a reduzir preço do álcool

Agronegócio

Com início da safra da cana, postos começam a reduzir preço do álcool

Na capital federal, o valor do álcool passou de R$ 2,79 para R$ 2,59
Por:
990 acessos
Com o início da safra 2011/12 de cana-de-açúcar a expectativa para os próximos dias é de que o preço do álcool e o da gasolina diminua após um ritmo de crescimento intenso desde o fim do ano passado. Nesta quinta-feira (14), em Brasília, alguns postos de combustível já começaram a repassar a redução para os consumidores.


Na capital, o valor do álcool passou de R$ 2,79 para R$ 2,59, uma redução de 8%. Já na gasolina, a redução foi de apenas 3 centavos. Passou de R$ 2,94 para R$ 2,91.

Muitos motoristas não ficaram entusiasmados com a queda no valor dos combustíveis. “Como eu não sei fazer gasolina eu tenho que pagar por aquilo que eles me cobram”, afirma o advogado Ezequiel Wanderley. Segundo o motoboy Mauro Mendes, essa redução não vai fazer diferença.


Para quem depende do veículo para trabalhar, a redução foi considerada insignificante. Segundo o taxista Cláudio Serra, o governo deveria tomar alguma decisão para amenizar os gastos da categoria. “Nossa tarifa está defasada, no princípio ela correspondia a quase sete litros de combustível, hoje só a um litro”, afirma Cláudio.


Mas há também quem comemore os novos preços. Para o manobrista Eraldo Ferreira, qualquer redução é boa, uma vez que a tendência é sempre subir. “Mas, claro, se baixasse mais seria melhor”, completa.

A servidora pública Giane Maria ainda não vê vantagem em abastecer com álcool, mas aprovou a redução nos preços. “Quando se abastece em grande quantidade qualquer redução é bem vinda”, disse.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink