Agronegócio

Com produção alta, MS tem demanda de profissional para classificar grãos

Mato Grosso do Sul registra falta de profissionais para desempenhar o trabalho de análise e classificação de grãos nas principais regiões produtoras
Por:
1537 acessos
Mato Grosso do Sul registra falta de profissionais para desempenhar o trabalho de análise e classificação de grãos nas principais regiões produtoras. Com objetivo de atender essa necessidade, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/MS – Sistema Famasul) vai capacitar somente em setembro cerca de 60 trabalhadores no curso de Análise e Classificação de Grãos para as culturas de soja e milho.

O bom momento da safra de grãos de Mato Grosso do Sul é outro fator que contribui para a falta de mão de obra no setor. Na safra 2011/2012, o Estado produziu 4,6 mil toneladas de soja e 6,1 mil toneladas de milho. “A falta de profissionais para desempenhar esse tipo de trabalho acontece principalmente nos municípios de Chapadão do Sul, São Gabriel do Oeste, Maracaju, Sidrolândia e Dourados”, assinala o instrutor do Senar, Fernando Pirolo.

O instrutor do Senar dá nota 9 para a qualidade de grãos de Mato Grosso do Sul e explica que análise e classificação de grãos devem se adequar às Instruções Normativas (IN) 60 para o milho e IN 11 para a soja, ambas instituídas pelo Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). “O curso tem como foco central as instruções normativas para a soja e milho, que tratam dos níveis de umidade, impurezas, tipos, padrões, defeitos e variedades dos grãos”, detalha.

A capacitação desta semana acontece em Dourados, na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) nos dias 26, 27, e 28 e vai abordar além das instruções normativas, o histórico e princípios da classificação de grãos, características e princípios de amostragem. “Ao fim do curso, os participantes estarão aptos a trabalhar no setor comercial de análise de grãos, ou seja, para as indústrias de armazenagem do Estado”, ressalta Pirolo.

De 23 a 28 de setembro o Senar oferece a média de 80 capacitações na capital e no interior do Estado. Conheça agenda de cursos através do site www.senarms.org.br, pelo Facebook facebook.com/senarms ou no telefone 3321-7900.

 Sobre o Sistema Famasul – O Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS) é um conjunto de entidades que dão suporte para o desenvolvimento sustentável do agronegócio e representam os interesses dos produtores rurais de Mato Grosso do Sul. É formado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Fundação Educacional para o Desenvolvimento Rural (Funar), Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja/MS) e pelos sindicatos rurais do Estado.

O Sistema Famasul é uma das 27 entidades sindicais que integram a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Como representante do homem do campo, põe seu corpo técnico a serviço da competitividade da agropecuária, da segurança jurídica e da valorização do homem do campo. O produtor rural sustenta a cadeia do agronegócio, respondendo diretamente por 17% do PIB sul-mato-grossense.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink