Começa o georreferenciamento vitícola de Pinto Bandeira/RS
CI
Agronegócio

Começa o georreferenciamento vitícola de Pinto Bandeira/RS

Os técnicos entrarão em contato com os produtores para o agendamento da visita na propriedade
Por:
A partir do mês de outubro, os vinhedos do município de Pinto Bandeira começam a ser georreferenciados. Os técnicos entrarão em contato com os produtores para o agendamento da visita na propriedade. É importante que o responsável esteja presente no momento da medição para acompanhamento e fornecimento das informações. O resultado será um mapa preciso dos vinhedos com as áreas corretas de cada setor do vinhedo que corresponde às variedades de uvas cultivadas.


Os técnicos Luiz Carlos Guzzo e Rudimar Zanesco, responsáveis pela medição nas propriedades, irão demarcar os parreirais com o auxílio de GPS (Sistema de Posicionamento Global). Além da medição, os técnicos irão coletar os dados do recadastramento anual, como variedade, porta-enxerto, idade dos vinhedos e produção.

A iniciativa, coordenada pela Embrapa Uva e Vinho em parceria com o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), tem como objetivo obter as medições e localizações corretas dos vinhedos que compõe o Cadastro Vitícola do Rio Grande do Sul, cujo primeiro levantamento de dados em campo foi realizado em 1995. Já foram georreferenciados os parreirais de Monte Belo do Sul, Farroupilha. Em Bento Gonçalves, foi iniciado o georreferenciamento no Vale dos Vinhedos, fase já concluída, seguindo-se com o atual distrito de Pinto Bandeira, detentor de uma Indicação Geográfica.

Segundo a coordenadora da atividade, pesquisadora da Embrapa Uva e Vinho Loiva Maria Ribeiro de Mello, é importante para o viticultor ter as informações de seus vinhedos atualizadas e georreferenciadas. "O produtor recebe um documento com informações que serão úteis quando, por exemplo, necessitar comprovar suas áreas e produções para o seguro agrícola", esclarece a pesquisadora.

Atualmente, ter ferramentas que permitam a rastreabilidade de qualquer produto faz a diferença. Todos os elos da cadeia produtiva se beneficiam com um cadastro vitícola georreferenciado e atualizado, pois é um instrumento que permite a comprovação da produção por variedade e possibilita estudos visando a melhoria da qualidade dos produtos da vitivinicultura.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink