Começa reestruturação na Fepagro

Agronegócio

Começa reestruturação na Fepagro

Reforma será possível graças aos R$ 6,5 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento
Por:
1407 acessos
Teve início na semana passada o projeto de reestruturação da Fundação de Pesquisa Agropecuária (Fepagro) - o que está sendo possível graças aos R$ 6,5 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O recurso servirá para reformar a sede e os prédios no interior, comprar máquinas, tratores, caminhões, veículos, material de laboratório, ar-condicionado e móveis.


Depois de quase perder o recurso previsto para 2009, o presidente da Fepagro, Danilo dos Santos, conseguiu reverter o processo e está com o dinheiro em caixa. A falta de prestação de contas ao governo federal referente a 2008, pôs em risco a vinda da verba. Com o valor, Santos planeja que a fundação possa contribuir mais com a agropecuária gaúcha no que tange à pesquisa, que está comprometida por falta de recursos humanos e investimento. "Em algumas instalações no interior não se investe um centavo há mais de 20 anos", reconhece o presidente da Fepagro.


Além dos R$ 6,5 milhões, mais R$ 4,5 milhões do PAC 2010 devem entrar nos cofres da Fundação até dezembro. Neste ano, o Estado também quer garantir que todas as unidades tenham pelo menos um carro em condições adequadas. Conforme Santos, assim que for feita a prestação de contas do uso de 60% dos recursos do PAC 2009, a fundação estará apta a receber o aporte previsto para o ano passado. "Estávamos numa situação difícil porque não havia sido usado nem o primeiro PAC." Para os próximos meses, o presidente aguarda a nomeação dos novos servidores.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink