Comercialização da safra de café do Brasil perde ritmo e atinge 64% do total

Café

Comercialização da safra de café do Brasil perde ritmo e atinge 64% do total

Comercialização da safra de café do Brasil 2018/19 (julho/junho) atingiu a 64 por cento até o dia 10 de dezembro
Por:
130 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente

A comercialização da safra de café do Brasil 2018/19 (julho/junho) atingiu a 64 por cento até o dia 10 de dezembro, um avanço de cinco pontos percentuais na comparação com o levantamento do mês anterior, apesar de vendas mais lentas, informou nesta quinta-feira a consultoria Safras & Mercado.

Segundo o consultor de Safras para café, Gil Barabach, as vendas por parte dos produtores perderam um pouco de ritmo ao longo de novembro e neste início de dezembro. “A queda nos preços acabou afugentando os vendedores. O comprador também mostrou menos agressividade por origem brasileira, contribuindo com a morosidade dos negócios”, disse ele em nota.

As vendas ficaram ligeiramente atrasadas em relação ao mesmo período do ano passado, quando 66 por cento da safra 2017/18 estava comercializada até então. O índice de comercialização está também levemente abaixo da média dos últimos cinco anos (66 por cento para esta época). Considerando os números da Safras, as vendas do Brasil somaram até o momento 38,69 milhões de sacas de 60 quilos. As vendas de arábica avançaram de forma mais compassada, com o produtor comprometendo 61 por cento da safra. Já a vendas de conilon alcançam 73 por cento da safra.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink