Comitê Técnico Setorial da Citricultura do Alto Uruguai avalia safra 2016 e prevê boa safra para 2017

Agronegócio

Comitê Técnico Setorial da Citricultura do Alto Uruguai avalia safra 2016 e prevê boa safra para 2017

O grupo prevê que a safra de 2017 também seja boa em função do estado fitossanitário e da boa florada na região
Por:
4241 acessos

O grupo prevê que a safra de 2017 também seja boa em função do estado fitossanitário e da boa florada na região

O Comitê Técnico Setorial da Citricultura do Alto Uruguai esteve reunido em Erechim, na sede do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar, na quinta-feira (6/10). Também participou da reunião a representante do Instituto Saga, de Chapecó, Marlene de Andrade, que tratou do tema certificação orgânica de pomares. No encontro, também foram discutidos a Instrução Normativa 37 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que trata sobre os critérios e procedimentos com as novas orientações do controle da praga do cancro cítrico. 

Também foi avaliada a safra de laranja, principalmente da variedade Valência, cuja produtividade média da região do Alto Uruguai foi de 25 a 30 toneladas por hectare, sendo que até o momento já foi colhido 80% da safra 2016. 

O grupo prevê que a safra de 2017 também seja boa em função do estado fitossanitário e da boa florada em que se encontram os pomares da região. A reunião foi conduzida pelo engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar Nilton Cipriano Dutra de Souza.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink