Comitiva chinesa conhece infraestrutura produtiva em Goiás

Agronegócio

Comitiva chinesa conhece infraestrutura produtiva em Goiás

Os membros da Missão Chinesa visitaram na quinta-feira (31-03) a Fazenda Capão Grande
Por:
1325 acessos
Representantes do governo da China estão em Goiânia para discutir a assinatura de convênio de cooperação entre aquele país e o Estado de Goiás, na área de agricultura. Os membros da Missão Chinesa visitaram na quinta-feira (31-03) a Fazenda Capão Grande, próxima a Cristalina, situada a 268 km da Capital, na região do Entorno do Distrito Federal. Nesta propriedade, os chineses conheceram a produção de alimentos a partir da matéria-prima milho e a elaboração de ração para o gado confinado.


Cristalina possui quase 50 mil habitantes e é a cidade goiana com maior área irrigada por pivô central na América Latina, com aproximadamente 600 equipamentos em funcionamento. A soja é o principal produto cultivado na região, com 210 mil hectares. O milho ocupa área total de 60 mil hectares, mas os agricultores também se dedicam ao cultivo de feijão e hortifrutigranjeiros. Nesse momento, a comitiva chinesa se reúne na Secretaria de Agricultura, Pecuária e Irrigação do Estado de Goiás – Seagro. A comitiva é composta pelo inspetor do Departamento de Agricultura da Província de Hebei, Li Da Bei, o diretor do Gabinete de Cooperação Exterior, Zhang Qu Sheng, e o diretor de Comércio Exterior da China, Deng Xiang Shon, acompanhados pelo representante da província, Song Su Sheng.


A visita da comitiva a Goiás sinaliza a disposição dos asiáticos em firmar parceria no setor agropecuário, tendo em vista a segurança alimentar daquele país. Caso seja assinado o acordo, o Norte e Nordeste goiano – duas regiões carentes em infraestrutura – serão beneficiados com recursos a ser investidos na produção, que poderá chegar até 6 milhões de toneladas de soja, dentro de um prazo de até sete anos. A expectativa do governo de Goiás é que o documento resulte, além do intercâmbio técnico, em investimentos que garantam o desenvolvimento econômico e social da região.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink