Como aproveitar a alta demanda do trigo?
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
CEREAIS DE INVERNO

Como aproveitar a alta demanda do trigo?

“É certo que nesta safra o produtor vai explorar a reserva existente no solo"
Por: -Leonardo Gottems

A cultura do trigo é uma cultura com muitos riscos em decorrência das geadas, períodos de estiagem ou chuva na colheita, por isso a questão climática é um fator preocupante ao produtor que quer aproveitar a alta demanda local cereal. De acordo com Adrian Correa, Engenheiro Agrônomo e Coordenador de Desenvolvimento de Mercado da Fertiláqua, as safras de inverno trazem benefícios ao sistema de produção, já que o produtor diversifica sua cultura.

“As culturas desta estação mantêm o sistema vivo e promovem a diversificação de raízes no sistema. Através da rotação de culturas, o produtor torna o sistema mais produtivo”, conta. “Vale dizer, ainda, que as gramíneas anuais de inverno têm um sistema radicular agressivo que consegue romper camadas adensadas do solo e incorporar carbono no solo ao longo dos anos”, comenta ele.

Nesse cenário, Correa explica que o condicionamento químico, físico e biológico do solo é fundamental para atingir os objetivos desta safra, aliado a manejos que visam atenuar estresses bióticos e principalmente os abióticos. “O produtor precisa lançar mão dos condicionadores de solo, tecnologias para estímulo e nutrição nas fases vegetativa e reprodutiva, e enchimento de grão”, indica.

“É certo que nesta safra o produtor vai explorar a reserva existente no solo com objetivo de driblar insumos com valores elevados ou mesmo falta destes. Solos biologicamente ativos fazem a diferença para mineralizar e disponibilizar nutrientes às plantas. Outra opção seria o manejo através da nutrição foliar, o qual tem como objetivo estimular a planta e complementar a nutrição via solo, principalmente com produtos à base de nutrientes essenciais, hormônios ou precursores hormonais e aminoácidos. Desta forma, a planta será mais eficiente em seus processos de crescimento e redução de estresses - fitotoxidez e geadas”, complementa.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.