Como pequenos agricultores podem adotar novas tecnologias?
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,112 (0,05%)
| Dólar (compra) R$ 5,61 (0,12%)

Imagem: Pixabay

MODERNIZAÇÃO

Como pequenos agricultores podem adotar novas tecnologias?

Existem soluções práticas e baratas
Por: -Leonardo Gottems
353 acessos

Muitas soluções inovadoras de plantio e produção agrícola requerem novos pacotes de tecnologia para obter o máximo deles. Essa nova tecnologia é inerentemente cara. As empresas devem ter dinheiro suficiente para financiar o capital de giro para investir na mais recente tecnologia de agricultura de precisão. 

No entanto, nem tudo está perdido para o pequeno ou médio agricultor. O portal Future Farming apresentou uma série de soluções acessíveis para a adoção de novas tecnologias agronômicas. E a primeira coisa que ele recomenda é aproveitar as vantagens dos smartphones. 

“Você esgotou o que tem no bolso ao máximo? Eu sinto que estamos nos deparando com uma grande quantidade de tecnologia realmente poderosa e barata. Eles estão relacionados ao seu smartphone ou dispositivo móvel”, diz Peter Gredig, um produtor de grãos e desenvolvedor de tecnologia em Ontário, Canadá, que projeta produtos móveis e estratégias para o setor agrícola. 

No entanto, sua experiência sugere que o conhecimento do potencial das tarefas que programas simples podem realizar, como a produção baseada em nuvem e aplicativos de manutenção de registros, ou aqueles que permitem a troca de dados eficiente com agrônomos e outros consultores, não são totalmente compreendidos e divulgados. 

"Aproveite as vantagens de imagens de satélite gratuitas ou de baixo custo que rastreiam a saúde das plantas durante a temporada", diz Gredig, citando serviços oferecidos pela Corteva, Dekalb, Fieldview e outros fornecedores, que fornecem informações precisas sobre áreas de produção. 

“O objetivo final, pelo menos na América do Norte, é começar a gerenciar por zonas de produtividade. Isso pode ser muito simples quando você tem três zonas de baixa, média e alta produtividade. A maioria dos agricultores pode identificar essas zonas de memória. Os pequenos produtores podem começar com áreas simples e partir daí”, conclui. 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink