Como preparar o solo para o tabaco

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia nossos Termos de Uso e Termos de Privacidade. Ao clicar em Aceitar & Fechar, você consente com a utilização de cookies.


CI
Imagem: Marcel Oliveira
SAFRA

Como preparar o solo para o tabaco

Fumicultores começam em breve plantio da safra 2021/22
Por: -Eliza Maliszewski

Nesta sexta-feira (15) é celebrado o Dia Nacional de Conservação do Solo e um time de especialistas reuniu dicas de como preparar o solo para o plantio da safra de tabaco 2021/22, que começa em breve no Sul do Brasil.

Antes de iniciar a plantação, o produtor precisa analisar a saúde da sua área para uma possível necessidade de intervenção. O objetivo é a busca de uma produção mais sustentável, evitando falhas como: erosão do solo, manejo do solo com excesso de umidade, compactação excessiva, confecção dos Camalhões Altos de Base Larga com excesso de desnível. Estas situações são comuns e podem ser detectadas por meio da análise e diagnóstico do solo com a ajuda de um especialista.

Além disso, é importante que o produtor faça um bom planejamento, desde a escolha da propriedade a ser cultivada e análise de solo, até a correção recomendada para cada situação, a fim de conquistar a qualidade desejada por meio do manejo adequado. 

"É sempre importante ter em mente que o manejo e correção do solo feitos adequadamente são fundamentais para impulsionar um desenvolvimento mais produtivo da planta, auxiliar na qualidade e produtividade do produto, bem como contribuir para a rentabilidade das propriedades. Porém, durante todo o ano, é necessário manter também o cuidado com a sua conservação, evitando ao máximo a entrada de máquinas durante períodos com umidade alta no solo, por exemplo", declara Felipe Hayashi, Gerente de Difusão de Tecnologias e Inovação em Produção Agrícola da BAT Brasil.

A empresa fumageira tem mais de 90% dos produtores integrados usando a prática conservacionista do Camalhão Alto de Base Larga. Além da preservação do solo o sistema teve comprovado o incremento de 20% na produtividade do tabaco, comparando o uso desta tecnologia com o sistema convencional. A prática foi reconhecida pela Embrapa.

VEJA: Técnica de manejo de solo recebe reconhecimento

.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink