Como vai ficar o clima no inverno 2021?
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
PREVISÃO

Como vai ficar o clima no inverno 2021?

Prognóstico aponta clima para o período Julho, agosto e setembro
Por: -Eliza Maliszewski

O inverno no Hemisfério Sul começa no dia 21 de junho às 00h32 e terminará no dia 22 de setembro às 16h21 (horário de Brasília), conforme prognóstico divulgado nesta terça-feira (16) pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). 

A estação normalmente é marcada pelo período menos chuvoso nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e parte da região Norte e Nordeste, enquanto as maiores quantidades de precipitação concentram-se sobre o noroeste da Região Norte, leste do Nordeste e parte da Região Sul. Também é característica a formação de geadas e temperaturas mais baixas.

Com a neutralização de atuação do La Niña, o Inmet projetou como deve ficar a estação nas diferentes regiões do país. O fenômeno tem uma probabilidade de 75% de manutenção da fase de neutralidade durante o inverno, reduzindo as chances para 50%, durante a primavera/2021.

Prognóstico Climático para o Período Julho, Agosto e Setembro/2021

Região Norte

Para a Região Norte, a previsão climática indica maior probabilidade que as chuvas ocorram ligeiramente acima da média climatológica sobre o norte da região, principalmente sobre os estados de Roraima e Amapá. Nas demais áreas, existe uma tendência de as chuvas ficarem próximas e abaixo da média, principalmente no sul da região amazônica, onde normalmente chove abaixo de 300 mm nos meses de julho a setembro. A temperatura média do ar nos próximos meses deve permanecer acima da média. Ressalta-se que, as condições de falta de chuvas, alta temperatura e baixa umidade relativa do ar, favorecem a incidência de queimadas e incêndios florestais, muito comuns na metade do inverno e início da primavera. Por outro lado, isto não descarta a ocorrência de eventuais episódios de friagens no sul desta região, devido à passagem de massas de ar frio mais continentais.

Região Nordeste

A previsão do modelo estatístico para a Região Nordeste indica o predomínio de áreas com maior probabilidade de chuvas próximas a climatologia durante esta estação, principalmente no interior da região, onde os próximos meses corresponde ao período seco da região. Em algumas áreas, como o norte do Maranhão e do Ceará, leste do Rio Grande do Norte e do Paraíba, as chuvas em julho ainda poderão ocorrer ligeiramente acima da média. Em relação a temperatura, a previsão indica que este inverno haverá o predomínio de temperaturas próximas e acima da média em grande parte da região, exceto no centro-leste da Bahia, onde as temperaturas previstas podem ser ligeiramente abaixo da durante o mês de setembro.

Região Centro-Oeste

Na Região Centro-Oeste, o período seco já teve início e a tendência é de haver diminuição da umidade relativa do ar nos próximos meses, com valores diários que podem ficar abaixo de 30% e picos mínimos abaixo de 20%. Desta forma, a previsão para o inverno indica alta probabilidade de as chuvas ocorrerem dentro e abaixo da faixa climatológica em grande parte da região, exceto no centrossul do Mato Grosso do Sul, onde as chuvas deverão ser ligeiramente acima da média durante o mês de setembro. As temperaturas deverão permanecer acima da média, devido a permanência de massas de ar seco e quente, principalmente nos meses de agosto e setembro, favorecendo a ocorrência de queimadas e incêndios florestais. Em algumas localidades do leste do Mato Grosso do Sul e sul do Mato Grosso, as temperaturas poderão ser ligeiramente abaixo de seus valores climatológicos, devido à passagem de algumas massas de ar frio mais continentais.

Região Sudeste

Assim como na região Centro-Oeste, o trimestre de junho a agosto corresponde ao período mais seco da região, especialmente no norte de Minas Gerais. Deste modo, a previsão do INMET para o inverno na Região Sudeste indica que as chuvas devem permanecer próximas ou ligeiramente abaixo da média, porém não se descarta a ocorrência de chuvas próximas ao litoral da Região Sudeste no mês de julho, devido a passagem de frentes frias. No caso das temperaturas, elas devem permanecer acima da média em grande parte da região, com exceção do norte de Minas Gerais e no Espírito Santo, onde as temperaturas podem ser próximas ou ligeiramente abaixo de seus valores climatológicos.

Região Sul

O prognóstico do INMET para os meses de inverno, indica o predomínio de chuvas próximas e abaixo da média em grande parte da Região Sul. Em algumas áreas localizadas sobre o sul e leste do Rio Grande do Sul e sudeste de Santa Catarina, a tendência é de que ocorram chuvas abaixo da média, principalmente no mês de setembro. A maior frequência das frentes frias contribuirá para maiores variações nas temperaturas ao longo deste trimestre, com a previsão de temperaturas médias próximas e acima da climatologia em grande parte da Região Sul. As temperaturas médias mais elevadas estão previstas para o mês de setembro, principalmente no Paraná. Temperaturas abaixo da média são previstas para o leste de Santa Catarina e do Paraná, além do nordeste do Rio Grande do Sul, pois a incursão de massas de ar de origem polar pode provocar declínio nas temperaturas possibilitando a ocorrência de geadas em localidades, especialmente de maior altitude.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.