Competidores de todo o Brasil prestigiam o Rédeas de Ouro

Agronegócio

Competidores de todo o Brasil prestigiam o Rédeas de Ouro

Principais nomes da modalidade estarão em pista no Centro Querência, em Porto Alegre
Por:
1020 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Os grandes nomes das rédeas no Brasil estarão a partir de segunda-feira em Porto Alegre (RS) para uma das disputas mais esperadas da modalidade. Alguns destes competidores virão de longe para lutar pelo título do Rédeas de Ouro, organizada pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) que vai até o dia 28 de setembro no Centro Hípico Querência, na Zona Sul da capital Gaúcha.

Quem vai marcar presença na prova será SJ Rodopio, o único cavalo Crioulo que já se classificou para duas edições dos Jogos Equestres Mundiais, em 2010 nos Estados Unidos e 2014 na França. Wellington Teixeira, cavaleiro que compete com o exemplar da raça Crioula, afirma que a viagem é de 2,2 mil quilômetros de Goiânia (GO) até Porto Alegre. Além de Rodopio, trará também um animal para a disputa do Potro do Futuro.

Segundo Eltinho, como é mais conhecido, é uma prova que traz grande expectativa, pois se trata da maior disputa de rédeas a nível de premiação do Brasil. Entusiasta da raça Crioula na modalidade, avalia que os resultados em pista mostram um grande futuro para o aproveitamento em disputas. "Outras raças já tentaram correr rédeas com o Quarto de Milha, mas nunca vi outra raça se sobressair tão bem quanto o Crioulo. A minha expectativa é grande em cima do Crioulo até mundialmente futuramente termos resultados maiores nos Jogos Equestres Mundiais. O Crioulo ainda vai andar na frente como já provou que pode", afirma, acrescentando que já prepara filhos do Rodopio para as rédeas.

De São Paulo, virá Laércio Casalecchi, que também integrou a equipe de Rédeas dos Jogos Equestres Mundiais neste ano. Virá com quatro animais para competir na categoria aberta e mais alguns clientes que irão disputar as categorias amadoras. Entre os animais que trará, estará o vice-campeão do ano passado, Berro da Água da Quinta. "É uma alegria grande de passar alguns dias também com amigos que cultivamos no estado", salienta.

Para Casalecchi, o cavalo Crioulo tem despontado no cenário da modalidade e já se trata de uma realidade. Sugere que cada vez mais os criadores apostem nas rédeas, com cruzamentos de animais que tiveram resultados nas competições, como forma de fomentar novos valores. "Quem acompanha minha carreira sabe que sempre apostei na raça. Quem acompanha as provas da ANCR no Brasil vê que o cavalo Crioulo sempre aparece com muita força, não em quantidade, mas em qualidade", explica.

O Rédeas de Ouro vai distribuir R$ 160 mil em prêmios nas categorias Aberto e Amador. A novidade desta edição é a inclusão da categoria Snaffle Bit, que integra a programação do evento. A modalidade é exclusiva para animais de três anos hípicos, que podem ser apresentados de bridão ou hacmore. O evento também inclui o Potro do Futuro e o Campeonato Nacional da modalidade. O evento contará com o 1º Leilão Rédeas de Ouro, que unirá as melhores genéticas da modalidade em um único local. Informações podem ser obtidas no site www.abccc.com.br.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink