Comportamento de Chicago derruba milho para exportação
CI
Imagem: Anderson Wolf
MERCADO INTERNACIONAL

Comportamento de Chicago derruba milho para exportação

Em relação ao milho paraguaio, os preços caíram em todas as regiões
Por: -Leonardo Gottems

As recentes fortes quedas em Chicago provocaram queda nos preços FOB do milho para exportação no Brasil, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “Nos últimos 10 dias as cotações de setembro do milho na CBOT recuaram $ 92,5 cents/bushel, equivalente a aproximadamente US$ 30/tonelada. Este recuo foi refletido nos preços FOB nos portos brasileiros. OS compradores, por sua vez, apresentaram prêmios menores: em Santos/Tubarão, 70 ara setembro, 35 para outubro, 100 novembro e 108 dezembro. Em Barcarena/Itaqui 70 agosto, 72 setembro, 82 outubro e 57 novembro”, comenta.

A queda nos prêmios superara alta de Chicago e os preços do milho argentino recuam novamente. “As fortes quedas da cotação do milho em Chicago levaram os preços para os navios Handysize para baixo a partir de agosto: agosto recuou para US$ 256, setembro a US$ 258 e outubro a US$ 259. Novembro e dezembro não foram cotados. Para safra nova, março23 também não houve cotação nesta sexta-feira. Para os navios Panamax, os preços foram cotados a US$ 264 agosto”, completa.

Em relação ao milho paraguaio, os preços caíram em todas as regiões. “Dia bastante calmo para milho no início da semana. Com a ausência de cotações, os compradores pontuais foram apresentando indicações com base no FAS, o que não desperta o interesse dos vendedores neste momento. A indústria local também mantém números estáveis, sem conseguir estimular os negócios”, completa.

“O mercado brasileiro começou com indicações nos mesmos patamares da última sexta-feira, números que se acomodam melhor do que os apresentados localmente no Paraguai, mas com negócios limitados devido a receios logísticos e possíveis aumentos nos fretes. De qualquer forma, foram registrados negócios específicos no oeste do Paraná, o que levou inclusive os compradores a ajustar posições", conclui.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.