Compra de fumo no RS fica abaixo das previsões

Agronegócio

Compra de fumo no RS fica abaixo das previsões

A aquisição ficou abaixo do volume previsto que era de 2%
Por: -Redação
3 acessos

A primeira fase da compra de tabaco pelas indústrias fumageiras se encerrou nessa quarta-feira (20-12) no Vale do Rio Pardo, no Rio Grandre do Sul. As indústrias entram em férias coletivas até janeiro, quando haverá a retomada da comercialização. O presidente do Sindifumo, Iro Schünke, informou que a aquisição ficou abaixo do volume previsto. Estimamos que chegaríamos a 2%, mas o índice não atingiu isso, afirmou.

Segundo ele, a qualidade do tabaco não é uniforme, mas agradou às indústrias. São fumos da chamada baixeira da planta. A estimativa é de que dois terços da produção ainda se encontre na lavoura. O presidente da Afubra, Marcilio Drescher, afirma que o pequeno volume vendido não surpreendeu. Observa que a maioria dos fumicultores fez a entrega apenas do tabaco do baixeiro, que não necessita de muito trabalho. A classificação teve menor rigor.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink