Comunicação de vacinação em Rondonópolis (MT) está atrasada
CI
Agronegócio

Comunicação de vacinação em Rondonópolis (MT) está atrasada

Até essa terça-feira, somente 47% das propriedades rurais de Rondonópolis haviam entregue o certificado ao Indea
Por:

A comunicação dos produtores que já vacinaram o rebanho bovino e bubalino na segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa deste ano está atrasada. Até essa terça-feira 929-050, apenas 47% das propriedades rurais da cidade de Rondonópolis (MT) tinham entregado o certificado de imunização dos animais ao Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea). O prazo final para a compra das vacinas encerra nesta sexta-feira, mas os criadores têm até o dia 11 de junho para encaminhar a documentação ao órgão estadual.

Rondonópolis possui em torno de 1,7 mil fazendas com animais cadastrados no Indea. Destas, apenas cerca de 800 já entregaram o certificado de vacinação ao órgão. Outras 900 propriedades terão que encaminhar as informações em menos de duas semanas. Nas 16 cidades da Região Sul atendidas pelo escritório do Indea em Rondonópolis, o índice de imunização chegou a 52% até ontem. Das 2,5 mil propriedades rurais existentes nestes municípios, aproximadamente 1,3 mil já comunicaram a vacinação do rebanho.

O veterinário da unidade do Indea em Rondonópolis, Osmane Gabriel Vieira, explica que o atraso aconteceu porque os pecuaristas deixaram para comunicar a vacinação do rebanho em cima da hora. Em função disso, a maior movimentação no escritório do órgão é esperada para a próxima semana – a última que antecede o fim do prazo para entrega do certificado de imunização dos animais. “Falta muito ainda [a ser comunicado], mas a expectativa é que o percentual de animais vacinados permaneça o mesmo do ano passado”.

Apesar da perspectiva de aumento no volume de serviços na próxima semana, o escritório do Indea não vai abrir em horário especial. A unidade funcionará em expediente normal, das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30. O Indea estima que, nesta fase da campanha contra a febre aftosa, em torno de 125 mil animais de zero a 24 meses serão imunizados em Rondonópolis. Nos 16 municípios da Região Sul assistidos pelo escritório local do órgão, a previsão é que 1,037 milhão de cabeças recebam a dose da vacina até esta sexta-feira.

De acordo com Osmane Vieira, apesar do atraso na comunicação da vacina, a segunda etapa da campanha contra a febre aftosa está correndo normalmente e não contou com nenhum imprevisto. Na primeira etapa deste ano houve problemas na vacinação em função das chuvas, o que prejudicou o manejo dos animais de até um ano. Naquela fase, até mesmo o prazo final para vacinação foi prorrogado, passando de 28 de fevereiro para 10 de março. Todos os animais imunizados em fevereiro devem receber novamente a vacina até esta sexta.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink