Conab realiza mais uma etapa do censo de armazéns

Agronegócio

Conab realiza mais uma etapa do censo de armazéns

Levantamento será feito na Bahia, em Goiás, Santa Catarina, no Rio Grande do Sul e Espírito Santo
Por:
1107 acessos

Levantamento será feito na Bahia, em Goiás, Santa Catarina, no Rio Grande do Sul e Espírito Santo

Cinco estados brasileiros passarão pelo censo de armazenagem da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab): Bahia, Goiás, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Espírito Santo. Ao todo, serão visitadas 2.527 unidades privadas em 288 municípios. A ação envolve 39 técnicos da Conab e recursos previstos de cerca de R$ 300 mil.

Os trabalhos, iniciados no final de outubro, devem ser concluídos em dezembro. Entre os itens checados nas operações, estão a estrutura do imóvel, os equipamentos e a capacidade estática, além das condições técnicas de operação, item fundamental para assegurar o cadastro. Serão atualizadas também informações sobre mudança de proprietário e excluídas unidades que deixaram de ser utilizadas como armazém.

As informações do censo são utilizadas para alimentar o Sistema de Cadastro Nacional de Unidades Armazenadoras (Sicarm) e são essenciais para garantir o registro que possibilita aos armazenadores a estocagem de produtos do governo federal. O Sicarm auxilia os agricultores na tomada de decisões logísticas e ainda é utilizado pelo governo como base para traçar políticas públicas de apoio ao setor. Além disso, serve como fonte para pesquisas no Brasil e no exterior.

A Bahia terá censo em 100% de seus armazéns. Em Goiás, também será feito o censo completo nas unidades cadastradas, além de inclusão de novos armazéns que já pediram o cadastramento. O Rio Grande do Sul deverá ter novas etapas no ano que vem para contemplar todas as unidades do estado.

Ao longo de 2016, a Conab aproveitou as visitas de fiscais, que foram a campo para checar produtos do governo estocados em unidades de terceiros, para cadastrar armazéns novos próximos aos roteiros de fiscalização.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink