Condições meteorológicas beneficiam desenvolvimento do trigo no RS
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)


Agronegócio

Condições meteorológicas beneficiam desenvolvimento do trigo no RS

A umidade no solo se mantém em níveis elevados, permitindo a maioria das atividades de manejo
Por:
1516 acessos

Ao contrário do que previram os meteorologistas, quando do fechamento da edição anterior do Informe Conjuntural, elaborado pela Emater/RS-Ascar, as chuvas não se fizeram presentes nos últimos dias. Com isso, o período transcorreu seco, com predomínio do sol e temperaturas ainda baixas, principalmente pela parte da manhã, o que favorecey a formação de geadas. Apesar da pouca chuva registrada nestes primeiros dias de agosto, a umidade no solo se mantém em níveis elevados, permitindo a maioria das atividades de manejo.

Com as condições meteorológicas beneficiando o trigo nesta primeira quinzena de agosto, as lavouras se desenvolvem de maneira bastante satisfatória. A maioria delas apresenta bom aspecto, estando livre de pragas e moléstias e com muito bom perfilhamento, consequência do tempo seco e das baixas temperaturas. Aos poucos, as lavouras semeadas no cedo, que se encontram principalmente no Noroeste do Estado, iniciam a fase de alongamento e emissão da espigueta.

Na metade Norte, onde se encontra a totalidade da área comercial da canola, a lavoura se encontra em plena floração e com boa sanidade até o momento. Já a produção de cevada do Planalto e do Alto Uruguai, maior região de cultivo desta gramínea no Estado, as fases são de desenvolvimento vegetativo e início do emborrachamento. As condições atuais da lavoura são de muito bom estado fitossanitário.

A lavoura da cana-de-açúcar na região Metropolitana e Delta do Jacuí se apresenta com bom desenvolvimento vegetativo e em fase de colheita. O produto colhido já está sendo transformado em melado. O preço médio do quilo de melado é R$ 1,60, em Santo Antônio da Patrulha.

A colheita da batata-doce na região Centro-Sul avançou pouco esta semana. Até o momento, 35,4% da área, de aproximadamente 1.400 ha, plantada na região, foi colhida. O produto está com boa qualidade e o preço médio de lavoura é de R$ 6,00/cx com 20 kg.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink