Confinamento bovino é destaque em Vilhena/RO

Agronegócio

Confinamento bovino é destaque em Vilhena/RO

Região possui um rebanho próximo a 600 mil cabeças de gado
Por:
671 acessos
Excelentes resultados foram constatados no Cone Sul do Estado de Rondônia, cidade de Vilhena e região circunvizinha, quanto à utilização de produtos da linha Big Cromo, rações e núcleos, da empresa de Nutrição Animal Bigsal. Os levantamentos estão sendo realizados pelo zootecnista Alessandro Vargas, revendedor Bigsal da região, com apoio do Professor Gilmar Prado, também zootecnista e responsável técnico Bigsal.


Vilhena e região possuem um rebanho próximo a 600 mil cabeças de gado. O maior volume está concentrado nas mãos de grandes produtores.

“Um problema recente que estava gerando desconforto aos invernistas era quanto à grande diferença no preço de venda ao frigorífico, de até R$ 5,00 por arroba de boi, entre o macho castrado e macho inteiro. Essa diferença se deve à falta de acabamento de gordura no animal inteiro. Conseguimos resolver essa questão quando oferecemos nosso pacote tecnológico de produto correto + orientação técnica correta. Nesse caso propriamente dito, oferecemos nossa linha de protéicos de alto consumo, rações e núcleos da linha Big Cromo. Com a orientação correta, podemos estimar o ganho de peso diário e o custo da arroba produzida”, comentou Alessandro.

A utilização do Núcleo 300 foi feita por se encaixar perfeitamente em uma região produtora de grãos como a do Cone Sul. Segundo Alessandro, esse produto, que teve sua utilização inicial em Vilhena, surgiu da necessidade de produtores desta região. “Estamos realizando medições de ganho de peso em alguns clientes que utilizaram o núcleo 300 em categorias de semi-confinamento. Os resultados indicam um ganho médio de 1,45 quilo por animal/dia, consumindo menos de 0,5% do peso vivo de uma ração balanceada sob orientação da Bigsal”, explicou.


No último mês de março, o ciclo de palestras oferecido mensalmente pela empresa de Nutrição Animal Bigsal foi encerrado nesta região, a do Cone Sul, que está caracterizada pela produção de gado para corte em sistema de confinamento e semi-confinamento. Confinamento é o sistema de criação de animais em pequenas áreas, fechadas por piquetes, onde a água, alimentos e suplementação protéica necessários são fornecidos em cochos. É mais utilizado para a terminação de bovinos, fase da produção que imediatamente antecede o seu abate. Já o semi-confinamento é um sistema semi-extensivo de engorda em pastagens, com a utilização de suplementação alimentar durante o período de tratamento.

Segundo Alessandro, além das palestras foram realizadas visitas técnicas e “Dias de Varanda” nas cidades de Chupinguaia e Vilhena, respectivamente. O Dia de Varanda consiste em reunir um grupo restrito de produtores, devido ao foco principal das reuniões, deixando os interessados mais à vontade para um bate-papo com o professor Gilmar.


“Nesses eventos foram abordados exclusivamente informações sobre a engorda intensiva de animais destinados ao abate. As duas modalidades de engorda abordadas foram: confinamento fechado, confinamento a pasto e semi-confinamento. Em Chupinguaia o encontro aconteceu na residência do Sr. Cézar Miglioranza, mais conhecido como Carijó, onde estiveram reunidos aproximadamente 30 produtores rurais. Já em Vilhena, reunimos um público de aproximadamente 40 produtores rurais nas instalações da Associação Comercial e Industrial”, explicou.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink