Confira os preços do milho no Brasil
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
MERCADO

Confira os preços do milho no Brasil

O estado de Santa Catarina comprou milho do Mato Grosso do Sul
Por: -Leonardo Gottems

De acordo com a TF Agroeconômica, os preços estão inalterados no mercado gaúcho de milho, com início da colheita da safra de verão. “Tudo continua igual: comprador grande indicando R$ 83,00  interior; no picado R$ 85,00 e vendedor falando em R$ 85,00 interior As novas quedas do dólar compensando as altas de Chicago não afetaram os preços internos no estado, que tem vida própria e dinamismo particular”, comenta a consultoria. 

O estado de Santa Catarina comprou milho do Mato Grosso do Sul nesta quinta-feira. “Em que pese a maior competitividade do milho paraguaio, há compradores que preferem as facilidades logísticas do  Brasil  e  fazem  compras  no  MS:  hoje  saiu  um pequeno  lote  posto  no  Meio-Oeste  de  SC  a  R$ 85,00/saca. Os  compradores  de  Santa  Catarina  subiram  suas pedidas para oferecendo R$ 80,00 no Oeste do estado e  R$  82,00  o  Meio  Oeste,  eventualmente  até  R$ 83,00,  contra  vendedores  ao  redor  de  R$  82,00  ou mais”, completa. 

No Paraná, os preços mantiveram a alta do dia anterior. “Preço  de  comprador  do  milho  spot  manteve a alta do  dia  anterior  a  R$ 82,00  nos  Campos  Gerais, mas  poucas ofertas. Vendedor continua pedindo R$ 83,00/saca ou mais. Sem indicação nas fábricas dos Campos Gerais. Milho futuro recuou um real/saca para R$ 82,00 em Paranaguá para fevereiro/março de 2021. Indicação de comprador manteve a alta do dia anterior em R$ 76,00 para março/abril de 2021, posto fábrica”, indica. 

No Mato Grosso do Sul, os preços continuaram inalterados e sem negócios nesta quinta-feira. “O  mercado comprador  aposta em  baixa,  pela colheita que  começa  em  SC e no RS,  como  vimos  reportando. Os operadores  acreditam  que  poderá  cair  um  pouco. Este é o principal motivo pelo qual os preços do milho no Mato Grosso  do  Sul estão  de  lado. O  comprador não  acredita  na  alta  e  o  vendedor  não  acredita  na baixa e o mercado fica nesta queda de braço”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink