Conseleite divulga tabela com valores de referência do leite

Agronegócio

Conseleite divulga tabela com valores de referência do leite

Valores servem uma referência para a cadeia produtiva
Por:
423 acessos
O Conseleite/MS (Conselho Paritário entre Produtores e Indústrias de Leite de Mato Grosso do Sul) divulgou nesta terça-feira (12.04) uma tabela com os valores de referência para o leite produzido no Estado no mês de março e a previsão para o mês de abril. Para o mês em curso, os valores para o litro do leite, considerando a qualidade e a quantidade do produto, são de R$ 0,5493 (abaixo do padrão), R$ 0,5768 (padrão) e R$ 0,6344 (acima do padrão) para produção de até 100 litros por dia. Já para a produção acima de mil litros por dia os preços são de R$ 0,6344 (abaixo do padrão), R$ 0,6633 (padrão) e R$ 0,7210 (acima do padrão).


Os valores divulgados pelo Conseleite/MS não visam estabelecer o preço do produto, servindo apenas como uma referência para a cadeia produtiva do leite. A metodologia de cálculo é realizada pela Câmara Técnica que utiliza como base os custos de produção e comercialização e o mix de produção individual composto pelo leque de derivados fabricado pelo produtor. A associação reúne produtores de leite de Mato Grosso do Sul representados pela Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul) e representantes de indústrias laticínias do Estado.


Criado em 2009 e lançado oficialmente em fevereiro desse ano, o Conslete/MS irá divulgar mensalmente os preços de referência para o leite, indicando, por meio de metodologia e pesquisas de preço, um valor-padrão de comercialização para o produto. O objetivo é organizar a cadeia leiteira e oferecer transparência no estabelecimento de preços de referência para o leite produzido em MS. “O Conseleite é uma ferramenta subsidiária nas tomadas de decisão no que se refere à cadeia do leite, devemos mostrar a importância desse instrumento”, destaca Adriana.


A cadeia leiteira de Mato Grosso do Sul conta com aproximadamente 23 mil produtores responsáveis por levar ao mercado cerca de 1,2 milhão de litros de leite por dia. Essa produção, no entanto, em sua maioria oriunda da agricultura familiar, não é o suficiente para abastecer as 85 plantas de laticínios instaladas no Estado.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink