Conselheiros divergem sobre reforma da CTNBio

Agronegócio

Conselheiros divergem sobre reforma da CTNBio

O presidente do conselho, Walter Colli, critica a ampliação da CTNBio
Por: -Daniel Merli, Juliane Sacerdote, Mylena Fiori e Raquel Mariano
5 acessos

Os membros do principal órgão consultivo do Estado brasileiro sobre biossegurança discordam dos rumos do grupo. A composição e o funcionamento da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) foram alterados por decreto presidencial. Foi aumentado o número de conselheiros e definido que a liberação para uso comercial de transgênicos precisa de dois terços dos votos.

O presidente do conselho, Walter Colli, critica a ampliação da CTNBio. Colli também considera que a necessidade de obter dois terços dos votos da CTNBio para aprovar qualquer pedido de liberação de transgênico criou a “ditadura da minoria” no conselho.

Colli considera que “do jeito que está não vai ter liberação comercial nenhuma”. Também afirmou que “teoricamente” a comissão é “formada pelos melhores cientistas da área”. Com a nova formação, alguns dos membros do conselho são representantes de setores da sociedade civil, como consumidores e agricultura familiar.

"Além de cientistas e especialistas em ciência, existem representantes dos ministérios que não necessariamente são cientistas e nesse momento, aumentam as divergências e com isso, os processos podem demorar mais” diz.

Já a conselheira Lia Geraldo, especialista em saúde da Fundação Oswaldo Cruz, afirma que a pressão para reduzir a representatividade na CTBio tem como objetivo facilitar a liberação comercial de transgênicos.

Ela defende aperfeiçoamentos na comissão, mas sem reduzir seu número de membros. Lia Geraldo considera a CTNBio não deveria ser a única comissão a ser consultada sobre liberação de transgênicos.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink