Soja

Controle da ferrugem em debate

O seminário será realizado para produtores do Cone Sul do Esado, uma iniciativa da Idaron
Por:
24 acessos

No dia 7 deste mês será realizado em Vilhena, no Cone Sul do Estado, o seminário sobre o controle da ferrugem asiática da soja em Rondônia, cujas atividades acontecerão no auditório da Associação Comercial e Industrial de Vilhena. O seminário é uma realização da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron), em parceria com a Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e setor produtivo.

De manhã haverá palestras sobre a fiscalização da soja, produção de soja e avaliação das medidas legislativas para manejo da ferrugem asiática da soja em Rondônia. À tarde serão apresentadas as medidas fitossanitárias para prevenção e controle da ferrugem asiática da soja e sobre a proteção fitossanitária como ferramenta da sustentabilidade da produção de soja no Mato Grosso. Segundo o presidente da Idaron, Anselmo de Jesus, o seminário representa uma oportunidade para debates com os produtores sobre a fiscalização e a sua importância para garantir que a produção de soja corra o mínimo risco de ser alvo da praga.

Em Rondônia, o vazio sanitário da soja, época que a produção desta cultura fica proibida, ocorre entre 15 de junho e 15 de setembro. Após esse período os produtores de soja devem cadastrar as áreas produtoras na Idaron, por meio do site da instituição ou em uma unidade de atendimento até 30 de dezembro. O não cumprimento das medidas pode acarretar em multas.

Na safra 2016/2017, foram cadastradas 1.243 áreas produtoras de soja em todo o Estado, totalizando 262 mil hectares. O município com maior área de plantação de soja foi Vilhena (45 mil hectares), seguido de Corumbiara (37 mil hectares), Pimenteiras (32 mil hectares), Cerejeiras (29 mil hectares) e Chupinguaia (22 mil hectares). Já os municípios com maior número de propriedades produtoras de soja são Cerejeiras (344), Corumbiara (191), Pimenteiras (150), Cabixi (134) e Vilhena (98).

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink