Convenção sobre raça Canchim aproxima área de pesquisa e setor produtivo

Evento

Convenção sobre raça Canchim aproxima área de pesquisa e setor produtivo

Foram dois dias de intenso debate entre a área de pesquisa e o setor produtivo
Por:
66 acessos

Foram dois dias de intenso debate entre a área de pesquisa e o setor produtivo. A V Convenção da Raça Canchim, que ocorreu nos dias 22 e 23 de março em São Carlos (SP), discutiu as principais questões relacionadas à raça e os desafios presentes e futuros. Para o chefe-geral, Rui Machado, da Embrapa Pecuária Sudeste, alinhar as pesquisas às expectativas do produtor é um ponto chave para consolidar a raça Canchim no cenário pecuário brasileiro.

O evento proporcionou aos participantes um panorama dos estudos que estão sendo realizados pela Embrapa em relação à raça, como, por exemplo, melhoramento genético, análise sensorial da carne, controle de parasitas, bem-estar animal e avaliação de emissão de gases de efeito estufa. Além disso, várias inquietações e demandas do setor produtivo foram apresentadas.

De acordo com Cintia Marcondes, uma das organizadoras da Convenção, foi um ambiente rico para fazer prospecções e aproximar a pesquisa do mercado. “O evento serviu para que todos entendam que a raça precisa evoluir, seguindo as exigências do mercado. Conseguimos transmitir informações técnicas interessantes, abrimos a discussão sobre os rumos da raça e prospectamos demandas de pesquisa. Para os criadores, foi uma oportunidade de conhecer o berço da raça Canchim, o trabalho em andamento e trazer as demandas da sociedade”, conta a pesquisadora.

O encontro também serviu para conhecer as experiências com a raça. O pecuarista Piotre Lagisnki, da Fazenda Arataca da cidade de Cascavel, no oeste do Paraná, trabalha com Canchim. Segundo ele, o pai iniciou a criação em 1974, depois de pesquisar tecnicamente qual seria a raça mais adaptada às condições da região e mais produtiva. “Há mais de 10 anos, optamos em trabalhar com confinamento de gado Canchim, sempre acompanhando de perto o desempenho dos animais. Nos últimos anos conseguimos chegar à condição excelente de rentabilidade, qualidade da carne e rendimento de carcaça. Hoje, somos o primeiro em rendimento de carcaça no frigorífico onde são abatidos nossos animais. Conseguimos quebrar alguns paradigmas em relação à qualidade da carne e de carcaça”, conta Laginski.

O canchim foi desenvolvido para trazer precocidade. Conforme Valentin Suchek, da Associação Brasileira dos Criadores de Canchim (ABCCAN), a raça tem todos os méritos para contribuir para o crescimento da pecuária. “São animais rústicos, precoces, que apresentam bom rendimento de carcaça e alta qualidade da carne. Além disso, são touros de alta performance, adaptados a várias condições”, destaca Suchek.

Parceria

Durante a Convenção, a Embrapa e a ABCCAN assinaram termo de cooperação técnica. O objetivo é reunir as competências necessárias para fortalecer a participação da raça Canchim na pecuária de corte, identificando novos nichos de mercado, com embasamento técnico, científico e viabilidade econômica. Além disso, a intenção é contribuir para o desenvolvimento de novas pesquisas e incrementar ações de transferência de tecnologia.

Para o presidente da Associação, Adriano Lopes, a expectativa é grande em relação à parceria. Segundo ele, a Associação vai apoiar as pesquisas com a raça para evoluir cada vez mais e melhorar o desempenho dos animais Canchim.

Cintia Marcondes acredita que o grande desafio agora é manter o entusiasmo gerado pelo evento e fomentar ações concretas para desenvolver cada vez mais a raça.

O evento foi finalizado com uma visita dos participantes ao rebanho Canchim da Embrapa Pecuária Sudeste.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink