Copacol investe R$ 80 mi em nova unidade
CI
Agronegócio

Copacol investe R$ 80 mi em nova unidade

Nova planta terá capacidade de esmagar 1,8 mil toneladas da oleaginosa por dia
Por:
Com um investimento de R$ 80 milhões, a Cooperativa Agroindustrial Consolata (Copacol), sediada no município de Cafelândia (Centro-Oeste), inaugura hoje (26) a Unidade Industrial de Soja. Com capacidade de esmagar 1,8 mil toneladas da oleaginosa por dia, o objetivo da nova planta, segundo Valter Pitol, presidente da instituição, é iniciar um trabalho que as grandes cooperativas paranaenses já estão adotando, que é agregar valor à produção de grãos.


Com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a nova planta transformará soja in natura em proteína vegetal e animal. O processo permitirá que a cooperativa potencialize a produção de ração animal em suas fábricas. O emprendimento irá gerar, segundo Pitol, 65 empregos diretos, que deverão ser divididos em três turnos. Atualmente, a Copacol fornece fonte de proteína voltada para a produção de ração para aves, suínos e também para a pecuária de leite. De acordo com o presidente, além do óleo e da casca da oleaginosa, subprodutos resultantes da moagem, como o farelo, deverão ser destinados à venda no mercado fora da cooperativa.

Pitol afirma que a verticalização do sistema cooperativista é uma tendência que vem ganhado espaço no mercado cooperativista como um todo. ''Porém, os nossos clientes ainda são prioridades, já que estimamos que 40% do farelo de soja produzido na unidade deverá ser utilizado na própria cooperativa''. Além disso, o presidente diz que com a consolidação do parque industrial da Copacol, já há a possibilidade da cooperativa entrar no segmento das exportações.


Mesmo assim, reforça Pitol, o mercado interno, principalmente de rações para os produtores de animais de corte, ainda é prioridade. Nesse mercado, a cooperativa está na ponta. Só a avicultura, representa 60% do faturamento da Copacol. Por dia são abatidas 310 mil aves por meio da Cooperativa Coagru. A meta da instituição até 2016 é ampliar esse volume para 500 mil abates/dia. Mas para isso, destaca o presidente, era necessário dobrar a produção de ração, o que será alcançado com a nova unidade.

Na suinocultura, por meio da Cooperativa Frimesa, a Copacol abate em torno de 160 mil cabeças ao ano. Na bovinocultura de leite, o volume captado gira em torno de 8,9 milhões de litros ao ano.

Um dos últimos investimentos da cooperativa, acrescenta Pitol, foi a entrada no setor de piscicultura. Ao todo, no abatedouro de peixes da Copacol em Nova Aurora, chegam a ser processadas 20 toneladas de tilápias ao dia. Para 2015, a cooperativa planeja dobrar essa produção contratando mais e gerando mais renda para os seus 4.700 associados e 6.900 colaboradores. 

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.