Corte no orçamento poderá afetar exportações de carne

Agronegócio

Corte no orçamento poderá afetar exportações de carne

O presidente-executivo da Abipecs comemora o resultado das exportações do setor no primeiro trimestre
Por:
1 acessos

O presidente-executivo da Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs), Pedro de Camargo Neto, comemora o resultado das exportações do setor no primeiro trimestre, mas alerta para o fato de a continuidade deste bom desempenho estar na dependência de uma defesa sanitária eficiente. "Uma crise sanitária pode causar graves conseqüências para o setor", afirmou.

Camargo fez estas afirmações ao comentar o corte nos gastos governamentais com defesa animal em R$ 100 milhões, reduzindo o valor de R$ 137 milhões para R$ 37 milhões.

O presidente da Abipecs observa que mesmo os R$ 137 milhões são quantia acanhada para atender às demandas de defesa animal. "O ideal seria ter um orçamento de R$ 300 milhões, mas o valor de R$ 37 milhões simplesmente não dá para nada", disse.

Ele participa hoje de uma reunião em Brasília entre o setor privado e o governo para discutir formas de articulação na área de defesa sanitária animal.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink