Cotação do boi mostra elevação em algumas regiões do RS
CI
Agronegócio

Cotação do boi mostra elevação em algumas regiões do RS

Em alguns municípios, o preço do boi gordo apresentou uma significativa elevação nesta semana
Por: -Sandra

O estado geral do rebanho gaúcho, em decorrência da manutenção das boas condições climáticas, está sendo considerado muito bom pela maioria dos técnicos da Emater/RS. A maioria das regiões continua a registrar um crescente incremento da capacidade de suporte das pastagens. Na Campanha, graças à oferta de alimentos, alguns produtores, já estão realizando desmame precoce de terneiros. A umidade, no entanto, faz aumentar a incidência de ecto e endoparasitas na região.

Prossegue a vacinação contra a febre aftosa na região. Os técnicos avaliam que essa se estenda até o fim deste mês. A comercialização do gado destinado para o abate está dentro da normalidade, com preços considerados acima da média para esta época do ano.

O boi magro de reposição destinado a invernar, devido ao seu preço mais elevado, está trazendo uma certa dificuldade aos produtores na sua obtenção. Os preços do boi gordo estão estabilizados entre R$ 1,90 e R$ 1,97/kg vivo. Na região Central, os técnicos registram que 90% do rebanho bovino do município de São Borja já foram vacinados contra a febre aftosa. Relatam ainda que, em relação às condições sanitárias e nutricionais do rebanho, a situação está sendo considerada normal. Observam, inclusive, este ano, uma redução em relação aos anos anteriores da ocorrência de alguns ectoparasitas, tais como: a mosca-do-chifre e o carrapato.

Em relação ao mercado, os técnicos informam que, em alguns municípios, o preço do boi gordo apresentou uma significativa elevação nesta semana, principalmente pela reduzida oferta de animais para abate. Em municípios como Cachoeira do Sul e São Borja, foram fechados negócios com o boi gordo cotado a R$ 2,10 e R$ 2,05 por quilo, com 30 dias de prazo, respectivamente nas referidas praças de comercialização.

Importante passo foi dado na região, no que tange à qualificação do mercado. Foi assinado um protocolo de ações, no dia 26, no município de Jaguari, entre o presidente da Emater/RS, Ricardo Schwarz, e o presidente do Sindicato Rural de Jaguari, Vilson Turchetti, com vistas a operacionalizar a certificação do rebanho bovino de associados da entidade. Pelos termos do protocolo, os associados terão condições facilitadas para efetuar a rastreabilidade de seus animais através do sistema operacionalizado pela Gerencia de Classificação e Certificação (GCC) da Emater/RS. As informações são da assessoria de imprensa da Emater/RS.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink