Cresce procura por resíduos agrícolas para alimentar o gado

Agronegócio

Cresce procura por resíduos agrícolas para alimentar o gado

Os pastos castigados pela estiagem e a proximidade do inverno preocupam os pecuaristas na região de Maringá, no Paraná
Por: -Admin
4 acessos

Os pastos castigados pela estiagem e a proximidade do inverno preocupam os pecuaristas na região de Maringá, no Paraná. Resultado da seca, as pastagens já degradadas do Noroeste, principal região criadora de gado no Paraná, dão uma idéia do que será o inverno. Além dos dias mais curtos, o frio e as chuvas normalmente mais raras, devem prejudicar ainda mais o desenvolvimento das pastagens.

Com um custo 40% a 50% menor que as rações a base de milho, soja e farelos, apesar de menos rico em proteína e energia, o suplemento da Cocamar, feito com resíduos de subprodutos agrícolas, vem sendo bastante procurado pelos pecuaristas.

A fabricação e venda teve início em janeiro. Em fevereiro, a produção dobrou e em março registrou um crescimento de mais 100%. A fábrica de resíduos de subprodutos agrícolas da Cocamar tem capacidade para 90 toneladas por dia, operando em dois turnos.

O zootecnista Joel Kehiti Murakami, coordenador técnico de pecuária da cooperativa adverte, entretanto, que é fundamental que os pecuaristas ofereçam aos seus animais um volumoso de qualidade também. “O pecuarista tem que aprender a investir na qualidade das pastagens, que é o alimento mais barato, e a se prevenir produzindo silagem ou mesmo cultivando aveia para o gado. O suplemento é apenas para complementar a alimentação”.

A expectativa da Cocamar é de que sejam produzidas 12 mil toneladas de resíduos de subprodutos agrícolas este ano. Mas, com base na procura, não será suficiente para atender à demanda. “As vendas devem continuar crescendo, especialmente no período do inverno”, avalia Murakami. As informações são da assessoria de imprensa da Cocamar.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink