Crescimento de transgênicos na UE reflete busca por competitividade
CI
Agronegócio

Crescimento de transgênicos na UE reflete busca por competitividade

"O milho é um cereal estratégico, sobretudo no atual cenário de crise da produção mundial de alimentos, e todos os outros países produtores precisam buscar aumento de produtividade", defende o presidente da Abramilho
Por:

O aumento de 21% na área total plantada com milho Bt em 2008, com relação ao ano passado, segundo dados divulgados pela Associação Européia das Indústrias de Biotecnologia (EuropaBio), é indicativo de que os produtores europeus já percebem os benefícios econômicos e ambientais dessas culturas, na avaliação do presidente-executivo da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho), Odacir Klein.

"O milho é um cereal estratégico, sobretudo no atual cenário de crise da produção mundial de alimentos, e todos os outros países produtores precisam buscar aumento de produtividade", declarou. "Mas é preciso que existam alternativas para os produtores".

"Ter opções e poder escolher qual semente plantar é um fator que reflete diretamente na competitividade do agricultor", explica o presidente-executivo da Abramilho. "Produtores do mundo todo, e não apenas da Europa, vêm buscando as variedades biotecnológicas do milho e de outras culturas visando melhorar a produtividade de seus grãos e reduzir o uso de agrotóxicos".

Aprovado em 1998, o milho Bt resistente a insetos ainda é o único OGM liberado para cultivo nos países da União Européia. Segundo a EuropaBio, em 2008, a área cultivada com milho geneticamente modificado atingiu 107.719 hectares em sete países: Espanha (com mais de 70% dessa área), Romênia, Alemanha, República Checa, Polônia, Eslováquia e Portugal.

Com relação ao consumo de alimentos geneticamente modificados, não há restrições. Os 27 países da União Européia acabam de aprovar a importação de mais uma variedade de soja transgênica pelos próximos 10 anos. Trata-se da variedade A2704-12, da Bayer CropScience, destinada ao processamento e consumo interno humano e animal. Em 1996, a União Européia aprovou para comercialização a primeira variedade de soja transgênica, desde então já são 25 os organismos geneticamente modificados aprovados para consumo na Europa.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.