Criada nova indústria nacional de produção de vacina contra aftosa

Agronegócio

Criada nova indústria nacional de produção de vacina contra aftosa

Empresa tem capacidade de produção entre 100 e 120 milhões de doses por ano
Por:
3357 acessos
Empresa tem capacidade de produção entre 100 e 120 milhões de doses por ano

Inaugurada a mais nova indústria nacional de produção de vacina de combate a febre aftosa, a Inova Biotecnologia. Empresa criada pela união da Eurofarma uma das maiores indústrias farmacêuticas do Brasil, e a Hertape Calier Saúde Animal, empresa reconhecida no segmento de vacinas veterinárias. Com investimento de R$ 120 milhões e capacidade de produção entre 100 e 120 milhões de doses por ano, pretende se tornar referência mundial na produção de vacinas contra febre aftosa, doença viral altamente contagiosa que afeta bovinos, suínos, caprinos, búfalos e ovinos.

Localizada no município de Juataba/MG, a 45 km de Belo Horizonte, em uma área construída de 10 mil m2, num terreno de cerca de 40 mil m2, a Inova segue os mais altos padrões sanitários e tecnológicos, para atender às regulamentações internacionais estabelecidas pela OIE (World Organization for Animal Health) e as nacionais pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) para desenvolver e produzir a Aftomune®, vacina altamente purificada e segura para prevenção e auxílio no programa de erradicação da febre aftosa no Brasil. O laboratório possui uma Unidade BL-4 (Biosafety Level 4, segundo a Organização Mundial de Saúde Animal), o que permite a produção de uma vacina altamente concentrada e purificada - livre de proteínas não estruturais (PNEs)., responsáveis pelos falso-positivos nos estudos epidemiológicos das autoridades do Ministério da Agricultura do Brasil. As normas internacionais de Biossegurança visam garantir uma manipulação rigorosamente segura dos vírus da febre aftosa, assegurando que não ocorram escapes virais para o meio ambiente.

“Acompanhamos de perto o crescimento da pecuária comercial no mercado brasileiro, país que possui o maior rebanho comercial do mundo. Por isso é muito importante combatermos a febre aftosa, doença que pode afetar a saúde dos animais e consumidores, além de impactar diretamente na economia nacional. A Inova chega para contribuir com a saúde dos animais, qualidade dos alimentos e para fortalecer a agropecuária nacional”, afirma o presidente da Inova Biotecnologia, Hugo Zanocchi.

O laboratório da Inova possui uma área de biocontenção de 3 mil m2, com classificação em nível de biossegurança 4 ou BL4, o mais moderno para esse tipo de finalidade. Todos os investimentos e recursos foram realizados para disponibilizar a nova vacina contra a febre aftosa, Aftomune®, desenvolvida sob os mais altos e criteriosos padrões de segurança e qualidade, para que o rebanho vacinado esteja fortemente protegido e não tenha qualquer indício da enfermidade, contribuindo para a erradicação da doença no país.

Aprovação para comercialização e mais detalhes da vacina

A Aftomune® acaba de obter aprovação do MAPA para comercialização em todo o país. Portanto, os pecuaristas já podem contar com uma moderna forma de combate a febre aftosa, a partir de novembro.

Dados técnicos: A Aftomune® é uma vacina contra a febre aftosa, trivalente O, A e C, produzida em substratos de culturas de células BHK 21 Clone 13 (Baby Hamster Kidney), células clonadas de rim de hamster lactente. Clarificada em centrífugas especiais, e inativada com “inativante de primeira ordem”: BEI (etileniminabinaria).

A vacina é altamente purificada por precipitação seletiva com PEG 6.000 e posteriormente concentrada por ultra filtração com Hollow Fiber de 500 K Daltons, para retirada de possíveis proteínas não estruturais. Os antígenos são adicionados de saponina, adjuvante imunológico e posteriormente emulsificada em adjuvante oleoso. A emulsão final é do tipo primário W/O – water-in-oil – (água em óleo). É aplicada pela via subcutânea e/ou intramuscular no terço médio superior do pescoço do bovino. Do ponto de inoculação a vacina vai lentamente migrando para os gânglios linfáticos da região, formando satélites da vacinação. Nestes gânglios, o adjuvante oleoso libera lentamente micro gotículas de antígeno, acionando o sistema imunitário de forma lenta e consistente. Esta fase é conhecida como slow release (liberação lenta), que determina a geração de um “booster” (reforço ou dose adicional) imunitário, obtendo uma imunidade mais potente e duradoura.

Aftomune® gera uma imunidade protetora a partir de 21 dias posterior a vacinação nos animais jovens “primo vacinados” e essa imunidade permanece por seis meses, comprovados por testes oficiais de Duração de Imunidade realizados no LANAGRO/RS, pelo Ministério da Agricultura do Brasil. Já em animais revacinados a imunidade inicia com menos de sete dias.

As informações são da assessoria de imprensa da Inova Biotecnologia.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink