Crise contribui para alta de 118,2% nos estoques de milho no país

Agronegócio

Crise contribui para alta de 118,2% nos estoques de milho no país

O país tinha estocadas 8,7 milhões de toneladas de milho em seus 8.941 armazéns ativos no fim do ano passado
Por:
954 acessos

A crise internacional e o freio na trajetória de alta do consumo mundial de grãos causaram um aumento de 118,2% nos estoques de milho em 31 de dezembro do ano passado na comparação com o fim de 2007. De acordo com a Pesquisa de Estoques, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o país tinha estocadas 8,7 milhões de toneladas de milho em seus 8.941 armazéns ativos no fim do ano passado.

O gerente de agricultura do IBGE, Mauro André Andreazzi, explicou que a produção de milho no Brasil cresceu muito em 2007 e 2008 devido à expectativa de aumento de exportação causada pela iniciativa do governo dos Estados Unidos de aumentar a produção de etanol a partir do grão. " Mas a crise internacional derrubou as exportações e fez os estoques aumentarem " , destacou Andreazzi.

Depois do grande volume de milho, o maior estoque no fim do ano passado era de trigo, com 5,2 milhões de toneladas, seguido pelas 3,4 milhões de toneladas de soja e pelas 2,1 milhões de toneladas de arroz. Andreazzi lembrou que, ao contrário dos estoques de milho, o volume guardado de trigo não tem relação com o mercado externo, mas com a espera pela comercialização da produção nacional de trigo, já que os compradores nacionais costumam misturar o grão nacional com o importado, que é de melhor qualidade.

Na comparação com dezembro de 2007, os estoques de trigo no país cresceram 46,9%, enquanto os de soja subiram 2% e os de arroz caíram 7,3%.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink