CTNBio deve oficializar parecer sobre milho OGM

Agronegócio

CTNBio deve oficializar parecer sobre milho OGM

A CTNBio deve publicar, até a próxima semana, seu parecer sobre a semente de milho transgênico Liberty Link
Por:
3 acessos

A CTNBio deve publicar, até a próxima semana, no Diário Oficial da União, seu parecer sobre a semente de milho transgênico Liberty Link produzida pela Bayer CropScience. A variedade foi aprovada pelo Comissão em maio, mas o assunto ainda será encaminhado ao Conselho Nacional de Biossegurança. Porém, enquanto isso não acontece, o secretário da Agricultura do Rio Grande do Sul, João Carlos Machado, pede aos produtores gaúchos que esperem a autorização oficial para efetuar o plantio do grão geneticamente modificado.

A recomendação foi dada em função da confirmação da existência de uma lavoura de milho transgênico no Rio Grande do Sul, revelada com exclusividade pelo Correio do Povo. "Buscarei mais informações junto à delegacia do Mapa porque, oficialmente, não fui informado." A plantação ilegal, da safra 2005/06, não foi destruída, pois a confirmação para transgenia saiu neste ano, quando os grãos já estavam colhidos e, possivelmente, comercializados.

O diretor executivo da Asgav, José Eduardo dos Santos, não acredita que o fato possa colocar em risco os mercados internacionais conquistados pelas indústrias exportadoras de frango. "Elas são muito cautelosas e perfeccionistas, e não iriam utilizar milho transgênico", argumentou, acrescentando que esse tipo de empresa realiza testes na ração para impedir o uso de grãos transgênicos na alimentação dos animais. Já o presidente do Sips, Rogério Kerber, acredita que não é propício debater o assunto.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink