Cultivo de orgânicos ganha destaque no Maranhão

Agronegócio

Cultivo de orgânicos ganha destaque no Maranhão

Evento do Ministério da Agricultura no município de Imperatriz divulga este sistema produtivo
Por:
2025 acessos
Evento do Ministério da Agricultura no município de Imperatriz divulga este sistema produtivo

São Luís - Pelo sexto ano consecutivo, o Sebrae no Maranhão participa da Semana dos Alimentos Orgânicos, promovida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) no município de Imperatriz. A programação acontece de 29 de maio (próximo domingo) a 5 de junho. Nos dias 31 de maio e 1º de junho, acontecem feiras livres onde cerca de 35 produtos serão comercializados, na Praça da Unimed e na Praça de Fátima, respectivamente


Por meio do projeto Mercado Agroecológico de Frutas e Hortaliças, um núcleo de 35 famílias agricultoras estão incluídas no processo transitório de certificação de orgânicos no Maranhão. “O objetivo é efetivar o credenciamento das Organizações de Controle Social (OCS), habilitando-as a venderem produtos orgânicos sem certificação”, explica a gestora do projeto, Márcia Ferreira.

A gestora assinala que mesmo sem a certificação os produtos chamados de agroecológicos são cultivados segundo o mesmo padrão dos orgânicos: não utilizam agrotóxicos, adubos químicos ou substâncias sintéticas que agridam o meio ambiente e fazem uso responsável da água e dos demais recursos naturais.


Semana

Desde 2005, a Semana dos Alimentos Orgânicos traz como proposta ser um marco dentro de uma campanha ininterrupta voltada ao esclarecimento da sociedade em geral, mais especificamente o consumidor urbano, sobre o que é de fato um produto orgânico. Vinte e cinco unidades da federação participam da campanha.

Em 2010, o Mapa, em parceria com os Ministérios do Desenvolvimento Agrário, da Saúde e da Educação, com o Sebrae e várias outras instituições, promoveu a campanha com destaque para a legislação sobre produtos orgânicos. A rede da produção orgânica vive um período de ajuste às normas, e os consumidores precisam aprender a reconhecer os alimentos e a compreender os mecanismos de garantia da qualidade.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink