Cultivo do mamão é opção para garantir mais uma fonte de renda aos produtores do Estado

Agronegócio

Cultivo do mamão é opção para garantir mais uma fonte de renda aos produtores do Estado

As variedades plantadas são formosa e papaya, por se adaptarem melhor ao clima e solo tocantinense
Por:
1388 acessos

No Tocantins a produção de mamão tem se destacado entre as boas opções para produtores rurais que querem diversificar garantindo mais uma fonte de renda. Com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) os pomares de mamão (formosa e papaya), cultivados no Perímetro Irrigado do Polo de Fruticultura São João, município de Porto Nacional, vêm dando bons resultados. Lá alguns agricultores estão aumentando seus pomares incentivados pelos bons resultados alcançados e pela possibilidade de bons preços no mercado local. 

A Seagro e o Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Tocantins (Ruraltins), este último responsável pela extensão rural, acompanham e orientam os produtores do Projeto São João na condução mais adequada de seus plantios. A produção de mamão está crescendo e já abastece boa parte do mercado da capital, segundo o engenheiro agrônomo da Seagro, Antônio Cassio Oliveira Filho. Entre as tecnologias utilizadas estão o sistema de irrigação, o monitoramento de pragas e doenças e os cuidados no pós-colheita garantindo melhor qualidade da fruta.

De acordo com o último levantamento realizado pela Secretaria da Agricultura, em agosto deste ano a área cultivada com mamão no projeto era de 68 hectares e previsão de colheita acima de 800 toneladas. “Novas áreas estão sendo plantadas e a expectativa é que alcance uma área de 80 hectares”, afirma o engenheiro Agrônomo. Atualmente a comercialização é feita, principalmente, por atacadistas (supermercados, comércio varejista e feiras).

Produção e mercado

Dados de 2015 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que no Tocantins a área plantada com mamão é de 48 hectares e a produção é de 353 toneladas. No Tocantins a área de maior plantio do mamão é projeto São João. Há plantios também em Araguatins e Gurupi, e em pequenas propriedades de outros municípios do estado. “As variedades plantadas são formosa e papaya, por se adaptarem melhor ao clima e solo”, afirma o engenheiro agrônomo. 

O gerente de produção Cícero Gomes de Sá que administra uma propriedade no São João cultiva uma área de 40 hectares só com o plantio de mamão. Ele conta que o proprietário pretende aumentar a produção plantando em mais 15 hectares. “Fazemos escala de plantio e programamos a colheita para atender a demanda. Fazemos o manejo da irrigação, monitoramento de pragas e doenças e cuidados no pós-colheita, para garantir boa produção e frutas no padrão de qualidade exigido pelo mercado”, conta. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink