Curso para operação de Drones é oferecido para agricultores
CI
Imagem: Arquivo Agrolink
OPORTUNIDADE

Curso para operação de Drones é oferecido para agricultores

Sistema de aulas semipresenciais é eficaz no aprendizado
Por: -Aline Merladete

O equipamento aéreo, munido de câmeras e outros recursos reduz o tempo e o custo de muitas operações no campo. E foi por isso que o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-RS) decidiu lançar o curso de Operação de Drones para que esse tecnologia seja cada vez mais popular no campo.

“O simples fato de o drone aumentar o campo de visão, já é uma vantagem. Mas ele ainda permite monitoramento ao vivo e, depois trabalhar as imagens para obter informações. Dá para fazer levantamento altimétrico, mapeamento de área, contagem de árvores do pomar, contagem de gado. São infinitas as possibilidades”, valoriza o técnico em Formação Profissional Rural Henrique Kuhn Massot Padilha.

O curso promovido pelo Senar é semipresencial, tendo como carga horária 14 horas onde consiste em cinco aulas teóricas de duas horas cada, além de uma aula prática individual na propriedade do aluno, com quatro horas de duração.

No campo

Cristiano Gotuzzo, instrutor do curso, conta que a maioria dos alunos nunca mexeram com os drones e nem tem muita ideia de como empregá-lo na propriedade. Mas acrescenta que o sistema de aulas semipresenciais é eficaz no aprendizado.

“O drone tira fotos, faz vídeos, pulveriza, aplica sólidos para controle biológico de pragas, semeia…O uso é quase ilimitado. Então, nas aulas teóricas, eles começam a ter ideias de como usar os drones em suas propriedades. E, na aula prática, que é mais fácil de lidar com o equipamento do que eles pensavam”, diz. 

Em Candelária, William Maas, 29 anos, planeja a compra de um drone para o ano que vem. Segundo o produtor rural, a experiência do curso serviu para visualizar o quão mais prático seria seu trabalho nas lavouras de arroz e soja se tivesse “olhos no céu”.

“Dá para detectar falhas de plantio, alguma doença na cultura, se furou uma taipa. Com as imagens em tempo real, posso ver se há algum problema sem ficar me deslocando. Hoje, passo o dia de um lado e pra outro na lavoura para ver se está tudo bem. Com o drone, posso saber da situação e tomar uma decisão mais rápido”, diz Maas.

Os produtores rurais interessados em participar dos cursos semipresenciais do Senar-RS devem entrar em contato com o Sindicato Rural de seu município ou de sua região, e solicitar a participação no programa. De acordo com a demanda, a partir da mobilização realizada pelo parceiro, um técnico habilitado pela entidade será designado para ministrar as aulas.

*As informações são do Senar-RS.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink