Cursos do Soja Plus começam em março

Soja

Cursos do Soja Plus começam em março

Interessados devem procurar Sindicato Rural das cidades
Por:
373 acessos

Produtores rurais poderão se capacitar nos cursos de qualidade de vida no trabalho a partir de 22 de março. Oferecidas pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), por meio do programa Soja Plus, as qualificações começarão por Diamantino e devem percorrer outros 33 municípios. Interessados devem procurar Sindicato Rural das cidades. Esta é a nona edição dos treinamentos que são oferecidos gratuitamente.

Os cursos são baseados na Norma Regulamentadora 31 (NR31) - Qualidade de Vida no Trabalho e Saúde e Segurança no Trabalho Rural. Conforme explica a gerente de Sustentabilidade da Aprosoja-MT, Marlene Lima,  os cursos tem por principal objetivo preparar os produtores de soja e milho de Mato Grosso, quanto às questões de legislação trabalhistas, previdenciária,  gestão e segurança no trabalho, bem como prevenção de acidentes.

“Essa é uma oportunidade ímpar para o produtor rural obter informações quanto às legislações trabalhistas e evitar alguns riscos nas fazendas, como multas, notificações e até acidentes de trabalho, por exemplo”, enfatizou Marlene.

Produtores rurais que desejarem fazer o curso devem procurar os Sindicatos Rurais ou supervisores de campo da Aprosoja-MT, pois os cursos já estão programados ao longo do ano e irão percorrer os municípios de Diamantino, Vera, Ipiranga do Norte, Jaciara, Tabaporã, Lucas do Rio Verde, Tapurah, Sapezal, Cláudia, Sinop, Alta Floresta, Alto Taquari, Matupá, Porto Alegre do Norte, Confresa, Nova Mutum, Nova Maringá, Porto dos Gaúchos, Campos de Júlio, Tangará da Serra, Campo Verde, Itiquira, Rondonópolis, Sorriso, Querência, Gaúcha do Norte, Canarana, Água Boa, Nova Xavantina, Campo Novo do Parecis, Vila Rica, Primavera do Leste, Paranatinga e São José do Xingu.

“As datas de onde os cursos vão percorrer serão disponibilizadas nos próximos dias. Este ano caso o produtor rural não consiga se adaptar ao horário das qualificações, vamos oferecer uma flexibilização. Basta procurar os supervisores de campo da sua região”, concluiu Marlene Lima.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink