Defensivos agrícolas sofrerão reajustes imediatos: Sindiveg
CI
Imagem: Divulgação
INSUMOS

Defensivos agrícolas sofrerão reajustes imediatos: Sindiveg

Indústria de agroquímicos enfrenta alta nos preços de seus insumos em Dólares
Por: -Leonardo Gottems

O Sindiveg (Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal) anuncia que os defensivos agrícolas “sofrerão reajustes imediatos e poderão aumentar ainda mais”. O motivo são as altas nos preços de matérias-primas, embalagens e transporte internacional, o que provocará reajustes “para absorver os custos, bem como o impacto do câmbio que continua acima do projetado no ano anterior”. Confira o comunicado na íntegra:

Indústria de defensivos agrícolas enfrenta alta nos preços de matérias-primas, embalagens e transporte internacional

O Sindiveg, na condição de representante da indústria nacional de defensivos agrícolas, compartilha sua preocupação com a cadeia de distribuição de insumos e com os agricultores sobre impacto da alta de preços das matérias-primas embalagens e custo logístico internacional e nacional.

O contexto econômico mundial segue bastante impactado por restrições internacionais referentes à Covid-19 e a escassez de ativos básicos têm provocado uma elevação no preço de matérias-primas essenciais.

A valorização da moeda chinesa em relação ao dólar impulsionada pelas perspectivas de crescimento da China, atingindo seu maior pico em dois anos, e o aumento do custo das matérias-primas e inclusive embalagens (papelão e resinas) pressionou a indústria nacional e todas já reajustam os preços para os repiques e mesmo para a próxima safra.

Em relação à logística, o frete marítimo dobrou nos últimos 3 meses e continua com tendência de aumento no curto prazo, principalmente, em razão da insuficiência de contêineres e navios no mercado global, problema que pode atingir seu ápice ainda no primeiro semestre de 2021, segundo relatório da chinesa Bai Chuan Info (BAIINFO).

Nesse cenário, as exportações marítimas de Xangai para Santos, por exemplo, chegaram em janeiro a US$ 58,631 por milha náutica, o maior valor entre nove portos listados pela dinamarquesa DSV. No mesmo período do ano passado, a taxa era a terceira menor. 

Com o intuito de colaborar com a cadeia produtiva do agronegócio, principalmente os canais de distribuição, o Sindiveg alerta que os defensivos agrícolas sofrerão reajustes imediatos e poderão aumentar ainda mais para absorver os custos bem como o impacto do câmbio que continua acima do projetado no ano anterior.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.