Demanda na Fruticultura será debatida durante a Superagro

Agronegócio

Demanda na Fruticultura será debatida durante a Superagro

A principal cultura mundial é a banana, com 17,3% do volume total
Por: -Joana
414 acessos
A estimativa de produção mundial de frutas desde 2007 é da ordem de 670 milhões de
toneladas por ano, segundo dados da Organização das Nações Unidas para Agricultura e
Alimentação (FAO). A principal cultura mundial é a banana, com 17,3% do volume total,
seguida pela melancia com 13,9%, a uva, com 9,9%; a maçã, com 9,6% e a laranja com 9,5%.
O Brasil figura na terceira posição entre os maiores produtores mundiais, atrás apenas
da China e da Índia.

No país, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a
produção estimada por ano gira em torno de 43,2 milhões de toneladas, obtidas em uma
área de 2,27 milhões de hectares. Das principais culturas brasileiras, a principal é a
laranja, com cerca de 44% do volume de frutas produzidas, seguida pela banana com 17% e
o abacaxi, com 7%. Por sua vez, Minas Gerais produz algo em torno de 2,3 milhões de
toneladas em 113 mil hectares plantados.

Segundo o responsável técnico do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas
Empresas de Minas Gerais (Sebrae-MG), Cláudio Wagner de Castro, o Estado segue a ordem
em termos de culturas e é o quarto produtor nacional. A principal produção abrange a
laranja, responsável por 27% do volume, seguida pela banana com 25% do total e pelo
abacaxi, com 22%. “O mercado hoje é demandante por frutas, especialmente por sucos
prontos. As pessoas estão buscando consumir de forma diferente, com maior praticidade,
em função de um momento mais sensível para obter uma melhor alimentação”, explicou.

Ainda de acordo com Castro, avaliando o perfil do consumidor, o ambiente é bastante
favorável para a produção de frutas no país, mas é importante observar sempre o que se
vai produzir e para quem é destinado, sempre com foco no mercado consumidor. Mas,
segundo ele, Minas ainda é um estado tímido na exportação desses produtos, mesmo com a
grande oportunidade de comercialização e as vantagens competitivas que dispõe. Umas
delas é a produção durante todo o ano na região do Jaíba, no Norte de Minas,
aproveitando as janelas de produção em outros estados, explicou.

Em uma pesquisa realizada pelo Sebrae-MG, Federação da Agricultura e Pecuária do Estado
de Minas Gerais (Faemg) e pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado
de Minas Gerais (Emater-MG), foi constatado que 65,2% dos consumidores de frutas no
Estado são mulheres e 34,8% homens. A faixa etária de maior consumo está entre 25 e 30
anos. Um dado importante destacado pela pesquisa é com relação à intenção de compra do
consumidor, que aponta que a principal característica levada em conta para o consumo é a
qualidade da fruta, seguida de perto pela apresentação (visual).

Encontro - Com este setor aquecido, a Superagro Minas 2011 acompanha as tendências e
realiza o 8° Encontro Mineiro de Lideranças da Fruticultura, no dia 3 de julho, às 14
horas, dentro da programação do evento. Este encontro visa estreitar os laços entre os
produtores, além de trazer informações e discutir os assuntos mais relevantes para o
setor. De acordo com Cláudio Wagner, o tema central desta edição será a sustentabilidade
que, além de gerar transformações no setor, visa ampliar a interação entre
fruticultores, universidades, associações e cooperativas com o objetivo de gerar trocas
de experiências.

Segundo ele, a realização do Encontro Mineiro de Lideranças da Fruticultura é o momento
de criar oportunidade para o grupo ficar por dentro das tendências e ter um contato mais
próximo com os diversos setores e entidades do ramo. “Trabalhamos com a expectativa
mínima de reunir cerca de 150 pessoas. A participação no encontro é gratuita, levando-se
em consideração a disponibilidade de vagas. Para participar o interessado pode fazer a
inscrição através do site do Sebrae-MG (www.sebraemg.com.br) a partir do dia 2 de maio”,
explicou.

Superagro - Além do 8° Encontro Mineiro de Lideranças da Fruticultura, será realizada
também a tradicional Exposição Agropecuária; a 15ª Feira e Festival Internacional da
Cachaça (Expocachaça); Feira de Negócios, Serviços e Produtos Pet e Veterinários
(Expovet); Feira da Agricultura Familiar; Ciclo de Palestras do Sebrae-MG e o Ciclo de
Aulas Técnicas. As novidades desta edição são o Concurso Estadual do Queijo Minas
Artesanal; a Feira da Pesca, Aquicultura, Náutica e Turismo e o 16° Encontro Nacional de
Educação Sanitária e Comunicação. O evento será realizado entre os dias 25 de maio e 5
de junho no complexo Parque de Exposições da Gameleira/Expominas, em Belo Horizonte (MG).

A feira é uma promoção do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de
Agricultura Pecuária e Abastecimento (Seapa) e Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA),
junto com a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) e
Sebrae-MG.

As informações são da assessoria de imprensa da Superagro

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink