Demanda reage e carioca volta a ganhar R$ 5/saca nesta quinta-feira

Agronegócio

Demanda reage e carioca volta a ganhar R$ 5/saca nesta quinta-feira

A entrada de carioca foi reportada em 9.500 sacas, 51% menos do que no mesmo dia da semana passada
Por:
255 acessos

O mercado do feijão carioca no atacado paulista recuperou hoje os R$ 5/saca perdidos na última terça-feira (23). O extra foi cotado nesta quinta-feira (25) no intervalo de R$ 100 a R$ 105/saca, não descartando uma paridade de até R$ 90/saca para o melhor padrão nas regiões produtoras de Goiás. A comercialização no Estado mantém níveis mais comuns entre R$ 60 a R$ 80/saca. Uma queda significativa das ofertas nesta quinta-feira na Bolsinha/SP encontrou coincidentemente uma demanda no dia um pouco melhor, contribuindo para a recuperação dos preços.

A entrada de carioca foi reportada em 9.500 sacas, 51% menos do que no mesmo dia da semana passada. Já a demanda alcançou 5.300 sacas, 43% acima do mesmo dia da semana passada. A relação demanda/oferta subiu hoje a 56%, contra 16% apenas de média nos primeiros três dias úteis desta semana. Ainda assim, a demanda encontra-se bem abaixo da disponibilidade, dificultando qualquer tentativa de reação mais significativa de preços no atacado paulista e conseqüentemente nas regiões produtoras do País.

No resumo desta semana, a situação de abastecimento acabou sendo menos desfavorável aos preços diante da queda de oferta nesta quinta-feira. A disponibilidade total na semana soma parcialmente 74.500 sacas, praticamente igual ao mesmo período da semana passada. O fato negativo é que as vendas somaram apenas 16.200 sacas, quase 13% abaixo do volume reportado neste mesmo período da semana passada. Apesar de uma demanda abaixo do esperado, a queda gradual das ofertas vai contribuindo para o suporte dos preços domésticos.

Há especialmente uma diminuição das ofertas de grão de melhor qualidade, depois do enxugamento deste produto pelos mecanismos de Aquisição do Governo Federal (AGF), Prêmio de Escoamento da Produção (PEP) e Prêmio Equalizador ao Produtor (PEPRO) da Conab. A proximidade do período de férias de julho talvez esteja, por outro lado, esfriando a intenção de compras no mercado. Mas tudo vai indicando um perfil de suprimento menos favorável a partir do segundo semestre, o que tende a colaborar para preços melhores à futura colheita de terceira safra (irrigada).

São Paulo/SP - indicadores (atacado)

fechamentos 25/06/2009
Veja tabela no site: http://www.faeg.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=2749&Itemid=112

A análise de mercado de feijão é realizada diariamente pela Gerência de Estudos Técnicos e Econômicos da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (FAEG).

Gerente de Estudos Técnicos e Econômicos: Edson Alves Novaes
Responsável técnico: Adriano Vendeth


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink