Deputados querem apoio para criadores de aves e suínos

Agronegócio

Deputados querem apoio para criadores de aves e suínos

Para Micheletto, o reflexo imediato da adversidade climática é a elevação do custo de produção dos suínos, aves e leite
Por: -Joana
951 acessos
A geada que caiu nas principais regiões produtoras do Paraná provocou uma quebra média de 35% na safrinha (segunda safra) de milho e de 9% na produção de trigo, informou o deputado Moacir Micheletto (PMDB-PR) com base em informações que lhe foram transmitidas pela Secretaria de Agricultura do estado. As novas perdas são preocupantes porque anteriormente os produtores já tinham sofrido prejuízos com a prolongada estiagem que se verificou em algumas regiões produtoras de milho. A safrinha paranaense de milho antes da geada estava prevista em 6,6 milhões de t e a safra de trigo em 3,3 milhões de t.

Para o deputado Micheletto, o reflexo imediato da adversidade climática, num primeiro momento, é a elevação do preço do milho que afeta a custo de produção dos suínos, aves e leite. “A situação é mais grave para os suinocultores que já enfrentavam uma forte crise e agora com a majoração dos preços do milho, principal matéria-prima, a situação econômica e financeira da atividade tende a se agravar”. Micheletto, junto com outros parlamentares, esteve reunido hoje à tarde com o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, para discutir ações imediatas de apoio ao setor.

O deputado explicou que uma das primeiras medidas reivindicadas pelo segmento da produção de carnes de aves e suínos foi o aumento da venda em balcão de milho dos estoques governamentais. Atualmente, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) libera 27 toneladas por criador de aves, suínos e bovinos que compram do governo por esse sistema que pratica preços abaixo do mercado. O pleito dos parlamentares foi de que esse volume fosse dobrado para 54 t por criador, segundo o deputado Zonta (PP-SC).

O ministro julgou procedente o pedido dos parlamentares e acionou a Conab e sua assessoria para juntamente com o Ministério da Fazenda analisar o assunto. Neste sentido, foi marcada para amanhã, às 16h, uma reunião entre os técnicos do Ministério da Agricultura e da Fazenda para tomar uma decisão sobre o pedido dos criadores. “Espero que esses técnicos tenham sensibilidade de encontrar uma solução que ajude os criadores amenizar essa crise que eles atualmente enfrentam”, ressaltou o deputado Micheletto, que vem recebendo relatos de representantes do setor de carnes sobre o difícil momento por eles vivido.
 
As informações são da assessoria de imprensa do Deputado Federal Moacir Micheletto

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink