Agronegócio

Desempenho das carnes na segunda semana de junho

Na segunda semana de junho (5 a 11, cinco dias úteis) a receita cambial das carnes sofreu ligeiro refluxo em relação à semana anterior, o que é natural.
Por:
646 acessos

Na segunda semana de junho (5 a 11, cinco dias úteis) a receita cambial das carnes sofreu ligeiro refluxo em relação à semana anterior, o que é natural. Mesmo assim permaneceu com o melhor resultado dos últimos sete meses.

Prevalece, é claro, redução (de 3,6%) sobre o mesmo mês do ano passado e isso solicita tempo para ser revertido. Mas os volumes até agora embarcados sinalizam volumes crescentes, tanto em relação a 12 meses atrás como em comparação a maio passado.

Comparativamente ao mês anterior, os embarques atuais projetam aumento de volume de 6% para a carne bovina e de cerca de 10% tanto para a carne suína como para a de frango. Já em relação a junho de 2015 o menor índice de aumento recairia sobre o frango (perto de 6%), enquanto a tendência para a carne bovina é de aumento de 18% e para a carne suína de quase 50%.

Não se pode ignorar, no entanto, que esses resultados se referem a apenas oito dos 22 dias úteis de junho corrente. Ou seja: ainda temos pela frente praticamente dois terços do mês e, dessa forma, os resultados presentes podem se alterar. Mas os bons resultados parecem estar de antemão confirmados. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink